LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Feliz aniversário, Android! Sistema operacional do Google completa 14 anos; veja curiosidades

23 de setembro de 2022 44

Em 23 de setembro de 2008, nascia o que hoje se tornaria o sistema operacional mais utilizado do mundo. O Android completa seu 14ª aniversário nesta sexta-feira (23), e é indispensável lembrar que muita evolução aconteceu na última década para transformar a forma em que seus usuários interagem com seus celulares, tablets, TVs e muito mais.

(Imagem: Reprodução)

O objetivo era entregar uma plataforma aberta, versátil e que explorasse o melhor do hardware sem cobrar nada aos usuários. Desde sua primeira versão — que chegou ao mundo através do HTC Dream — o sistema operacional entregava uma série de funções ideais para disputar com o iPhoneOS que, hoje em dia, atende pelo nome “iOS”.

Confira a seguir algumas curiosidades e muita história que se desenrolou para moldar o sistema operacional mais popular do mundo.

Má primeira impressão?

(Imagem: Akela NDE)

Se a expressão “a primeira impressão é a que fica” fosse verdadeira, o Android não seria hoje um dos nomes mais populares do ramo de tecnologia. O HTC Dream não teve a melhor recepção devido ao seu design pouco atrativo e a ausência de uma entrada para fones de ouvido com padrão P2. Para a época, essa característica era impensável.

O sistema também não era tão atrativo em 2008. Sua primeira versão não suportava multitoque, tecnologia popularizada pela Apple com o iPhone que abriu portas para a navegação por gestos — pinça para zoom, deslizar para navegar, etc. Atualmente, isso é uma peça-chave de qualquer interação entre o ser humano e a tela sensível ao toque.

De qualquer modo, o Android 1.0 possuía todas as marcas familiares do Google. O Maps, YouTube e um navegador que, no futuro, seria a base do Google Chrome, são apenas alguns dos serviços que eram e continuam sendo incrivelmente populares.

Cupcakes e donuts

O Android 1.5 foi uma das primeiras mudanças que, atualmente, são conhecidas como “grandes atualizações”. Não somente por marcar a primeira vez que o sistema operacional ofereceu um teclado virtual (o sistema foi projetado inicialmente para celulares com teclado QWERTY), como também por iniciar a clássica nomenclatura das sobremesas.

De lá para cá, o Android teve codinomes que costumavam ser mais populares que seu próprio número de versão. O Android 1.5 recebeu o apelido carinhoso de “Cupcake”, mas até hoje, ninguém sabe ao certo o motivo pelo qual Ryan Gibson, o “inventor” dessa nomenclatura, optou por batizar um software como sobremesas.

A lógica é sempre a mesma: os nomes devem respeitar a ordem alfabética conforme seu lançamento, portanto, o sucessor do Android 1.5 recebeu o nome “Donut”, seguido por “Eclair” (bomba de chocolate); “Froyo” (iogurte congelado); “Gingerbread” (biscoito de gengibre); “Honeycomb” (favo de mel); até o “Tiramisu”, que é o Android 13.

Widgets, configurações rápidas e personalização

Antes da Apple se “inspirar” no Windows Phone para levar widgets ao iOS 14, usuários do Android possuem esses elementos em seus celulares desde 2008. O Android 1.5 oferecia a possibilidade de adicionar os cartões dinâmicos à sua tela inicial desde seus primórdios, e hoje abre espaço para aplicativos de terceiros oferecerem suas próprias opções.

Confira alguns dos modelos que saíram da fábrica executando o Android 1.5:

57 x 115 x 13.2 mm
3.2 polegadas - 480x320 px
56.2 x 112 x 14.35 mm
3.2 polegadas - 480x320 px
Ir para página de comparação

Embora tenha sido lançado pelo Google há 14 anos, há alguns detalhes fundamentais que nunca foram alterados no Android. O primeiro é o painel de notificações, que desde seus primórdios no software, é aberto ao deslizar do topo da tela para baixo. Claro que houve mudanças para otimizar seu funcionamento, mas a ideia ainda é a mesma.

E por falar em personalização, uma das principais vantagens do Android sempre foi a possibilidade de dar seu toque único à interface do celular. O usuário final podia encontrar opções para customizar a grade de aplicativos na tela inicial, mudar o plano de fundo, fontes e ícones — funções básicas, mas que ainda não eram possíveis em um iPhone.

Painel de configurações rápidas do Android 12 com One UI 4.1 (Imagem: TudoCelular.com)

Dentro do painel de notificações simples e dinâmico, há o que conhecemos hoje como “configurações rápidas”. Ativar e desativar o Wi-Fi, Bluetooth, dados móveis e alternar entre perfis com som e silencioso era um grande diferencial do Android, abrindo portas para tornar a produtividade em um aparelho móvel um assunto fundamental.

As vantagens de customização do não são dedicadas somente ao usuário final. Fabricantes de terceiros oferecem versões customizadas do Android para integrar design e recursos exclusivos para seus clientes. Um exemplo é a One UI, da Samsung, que adiciona funções especialmente projetadas àqueles que possuem outros dispositivos da marca.

Mudanças de design

A estética do sistema operacional evoluiu em função dos gostos do usuário. O princípio de design “esqueumórfico” — isto é, inspirado em detalhes de elementos da vida real — e o visual robusto do sistema acabou sendo substituído com o lançamento do Android 5.0 Lollipop, que trouxe em 2014 o “Material Design”, uma interface mais amigável.

UI do Android 5.0 Lollipop (Imagem: Android)

O salto gritante do design original para o Material Design pode ser comparado ao lançamento do iOS 7 da Apple, que trouxe a primeira grande mudança na UI do iPhone. No Android, os ícones ficaram mais planos, enquanto os widgets adotaram formatos mais quadráticos.

Em 2021, outra grande revolução foi trazida pelo “Material You”, que adicionou o novo tema dinâmico com cores que se adaptam ao plano de fundo do usuário. O Google adicionou essa linguagem a todos os seus aplicativos pré-instalados.

Mais popular que o Windows

2017 marcou o ponto em que o Android superou o número de usuários do Windows. Pela primeira vez na história, o imbatível sistema operacional da Microsoft para PC foi derrotado por uma plataforma móvel. A partir deste momento, ficou claro que os celulares e tablets estavam atingindo um novo ápice de popularidade.

(Imagem: StatCounter)

Claro que isso se refere apenas ao mercado global. No ramo de computadores, o Windows domina com 74% de participação de mercado, segundo dados do StatCounter. O ChromeOS, sistema operacional “irmão” do Android, responde por apenas 1,88%.

Android 13

Uma década de evoluções nos trouxeram até o Android 13, uma versão com ligeiras melhorias em relação ao Android 12, mas que seguem com o objetivo de tornar a experiência dos usuários cada vez mais fluida e produtiva. Um exemplo de recurso que segue essa linha é o A/B System Updates, que passará a ser obrigatório para todas as fabricantes.

Como você avalia sua experiência com o Android? Comente abaixo!

Veja mais!


44

Comentários

Feliz aniversário, Android! Sistema operacional do Google completa 14 anos; veja curiosidades
Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Asus

ASUS lança novo celular gamer ROG Phone 5s e 5s Pro no Brasil; confira os preços

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas