LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

TC Ensina: como instalar o Windows no Mac M1 e M2 de graça

01 de março de 2024 4

Aos mais saudosistas, o que pretendemos ensinar aqui é um grande pecado: instalar o Windows em um Mac. Mas, na verdade, nada disso importa. Você deveria ser livre para instalar o sistema operacional que quisesse na sua máquina – e é com esse pensamento que damos sequência a mais um de nossos tutoriais.

A seguir, confira como instalar o Windows 11 no seu Mac com chip Apple M1 e M2 totalmente de graça!

Como instalar o Windows no Mac de graça

Antes de prosseguir, é preciso que você certifique que seu Mac possui um processador da Apple, seja ele um M1 ou M2 – e variações, como Pro e Max. Isso, pois como esses processadores têm uma arquitetura diferente, os passos para instalar o Windows, além da própria versão do S.O, também é diferente.

É importante que você também certifique que seu Mac tem pelo menos 70 GB de armazenamento livre para prosseguir. Caso tenha dúvidas sobre como checar todas essas informações, confira essa outra dica.

Este tutorial é de um nível um pouco mais avançado, mas isso não significa que você, que não tem tanto conhecimento sobre computadores, não possa seguir. Talvez você tenha um pouco mais de dificuldade, com algumas dúvidas sobre termos e processos, mas é plenamente possível.


Para fazer este tutorial foi usado um Macbook Air M1 modelo base. A versão do Windows, como você confere em detalhes a seguir, é a ARM – já que a versão x64 não poderia ser usada pela incompatibilidade.

Até o momento, não existe uma maneira oficial e viável de fazer o dual boot no Mac e colocar macOS e Windows lado a lado, assim como acontece nos modelos Intel com o auxílio do BootCamp. Por conta disso, para poder usar o Windows no seu Mac, você terá que recorrer a virtualização – que nada mais é do que a simulação de uma máquina real em um ambiente virtual.

E por falar em máquina virtual, ao contrário de outros tutoriais, não utilizaremos o Parallels; mas não existe demérito para quem usa.

Esse software, a propósito, oferece um suporte e um desempenho melhor para quem procura instalar o Windows no Mac buscando os jogos. O processo, inclusive, é muito mais simples, já que existe um suporte oficial da própria Microsoft à virtualização.

No entanto, como o Parallels é um programa pago, ele foge da nossa proposta de gratuidade. Quem sabe em um outro tutorial...

Mas vamos direto ao ponto! Para que você não se perca, nós dividimos esse tutorial em categorias. Cada uma delas será como um passo para que você conclua a instalação. Confira:

Baixando o Windows 11 ARM no seu Mac

Por incrível que pareça, na nossa experiência, essa foi a parte mais complicada desse tutorial, já que tivemos alguns erros – que inclusive compartilhamos a solução. Depois dela, tudo correu de forma tranquila.

Para começar o processo, você precisará baixar a versão do Windows 11 ARM64. Para isso, nós vamos usar o UPP Dump – que nada mais é do que uma ferramenta online que nos ajudará a criar uma ISO do Windows 11. O Dump é um projeto de código aberto que baixa os arquivos diretamente da Microsoft e transforma-os em uma ISO.

  • Primeiro, acesse o site do UUP Dump através desse link.
  • Agora, nós recomendamos que você faça o download da versão mais estável possível. Para isso, em “Latest Public Release build”, clique em "arm64";
  • Clique na versão exibida para ver os detalhes;
  • Selecione a linguagem e clique em “Next”;
  • Na nova tela, selecione a edição do Windows que deseja baixar. Deixe as duas assinaladas e clique em “Next” mais uma vez.
  • Agora, deixe as seguintes opções marcadas:
    • Em “Download method”: “Download and convert to ISO”;
  • Clique no botão “Create download package”.

Você irá baixar um arquivo ZIP. Extraia-o em alguma pasta do seu computador.

Agora, antes de prosseguir, você precisará ter o Homebrew instalado no seu computador. Caso você ainda não o tenha instalado, confira esse nosso outro tutorial.


Com o Homebrew devidamente instalado no seu Mac, abra o terminal e insira os seguintes comandos:

  • brew tap sidneys/homebrew
  • brew install cabextract wimlib cdrtools sidneys/homebrew/chntpw

Nota: caso você tenha o erro “Mac M1 chntpw not building (Openssl 1.0 requirement not satisfied)” ao tentar instalar o chntpw na sua máquina, você pode tentar rodar os comandos a seguir para instalar o componente:

  • brew tap minacle/chntpw
  • brew install minacle/chntpw/chntpw

Essa solução foi dada pelo usuário Minacle em um fórum do GitHub. Para ver a discussão completa, acesse esse link.

Instalados os pacotes necessários, abra o terminal na pasta extraída anteriormente. Para isso, você pode clicar com o botão direito do mouse sobre a pasta e clicar em “Novo terminal na pasta” ou navegar até a pasta através da própria interface de texto.

Agora, rode os seguintes comandos na pasta:

  • chmod +x uup_download_macOS.sh
  • ./uup_download_macOS.sh

A ISO do Windows 11 começará a ser baixada e a depender da sua conexão com a internet, pode ser que o processo seja um pouco lento. Ao final dele, a ISO aparecerá dentro da pasta extraída.


Pronto, você baixou a ISO do Windows 11 ARM no seu computador. Agora, continue o processo nas categorias a seguir. Vale lembrar que a versão baixada é uma versão de avaliação. Você precisará de uma licença válida para ativar o Windows 11.

Baixando e instalando o VMware Fusion

Lembra que nós falamos de virtualização? Para fazer a máquina virtual com o Windows dentro do Mac, nós vamos utilizar o VMware Fusion. Essa é uma ferramenta gratuita para uso pessoal.

Confira a seguir o passo a passo para baixar e instalar o VMware no seu Mac. Em nossa experiência, a página da ferramenta apresentou algumas instabilidades, mas depois de algumas tentativas, deu tudo certo.

  • Primeiro, acesse o site do VMware através desse link e clique em “Register for a personal use license”. Na nova página, clique na opção de criar conta (“Create an Account”) e durante o processo assinale que seu uso será pessoal;
  • De volta a página anterior, certifique-se de que está com sua conta logada. Em “Download packages”, clique em “Manually Download”. Aguarde o pacote .dmg baixar e instale o VMWare no seu computador, dando todas as permissões necessárias.
  • Ao abrir o VMWare pela primeira vez, é provável que ele te peça a chave da sua licença. A sua chave será exibida na seção de “License Information” no site da ferramenta. Copie a chave da licença e insira no VMWare.

Pronto, o VMWare está instalado e pronto para ser utilizado. Agora, vamos para a próxima seção: criar a máquina virtual com o Windows 11.

Criando e configurando a máquina virtual com VMware

Agora que você já está com o VMware instalado, chegou a hora de criar uma máquina virtual para receber o Windows. Confira o passo a passo a seguir para criar a sua máquina:

  • Com o VMWare Fusion aberto no seu Mac, clique em “Create a custom virtual machine”;
  • Selecione o Windows 11 e a plataforma ARM;
  • Mantenha a opção UEFI selecionada (sem selecionar a opção de “Secure Boot”) e clique em “Continue” mais uma vez;
  • Como o Windows 11 exige o TPM, o VMware cria uma versão virtualizada dele. Você precisa definir uma senha para encriptar os arquivos necessários. Definida, clique em “Continue”;
  • Selecione a opção de “Create a new virtual disk” para criar o armazenamento virtual da nova máquina e dê seguimento ao processo;
  • Antes de finalizar o processo, clique em “Customize Settings”, dê um nome para a sua nova máquina virtual e salve-a em uma pasta que irá se lembrar;
  • De volta a tela anterior, clique em “Finish” para iniciar a máquina virtual.

A sua máquina virtual foi criada. Essa máquina é como se fosse um computador de verdade, físico, e é por isso que é necessário que você reserve recursos de hardware para ela. Afinal, quem já viu um computador sem hardware?

Confira nas instruções a seguir como definir alguns recursos da máquina. Lembre-se que esses recursos serão partilhados do seu Mac, então talvez não seja muito esperto reservar todo o potencial do seu processador, seu armazenamento ou sua RAM.

  • Primeiro, no novo menu de configurações da máquina, clique em “Processors & Memory”;
  • Agora, defina a quantidade de recursos que a máquina virtual irá “tomar” do sistema principal. Por aqui, nós designaremos 4 cores e a memória RAM permanecerá a recomendada;
  • Clique em “Show all” para retornar ao menu anterior e salvar as configurações.

A sua máquina virtual já está configurada e tem definida a quantidade de recursos que poderá reservar. Como você pode imaginar, esses recursos só serão tomados do seu Mac quando a máquina virtual estiver ligada, em ação.

Vamos para a próxima seção.

Instalando o Windows dentro da máquina virtual

Agora que você baixou o Windows, tem o VMware instalado e sua máquina virtual preparada, digamos que você já tem a faca e o queijo na mão. Então, chegou a hora de partir para a instalação. Confira:

  • Ainda com o menu de configurações da máquina aberto – mostrado na seção anterior, clique em “CD/DVD (Sata)”;
  • Marque a opção “Connect CD/DVD Drive”;
  • Clique em “Autodetect” e selecione a opção de “Choose a disc or disc image” e selecione a imagem ISO do Windows baixada anteriormente.

Por padrão, como você já viu, o VMware irá alocar 64GB de espaço livre do seu Mac para a máquina virtual. Caso você queira mudar essa quantidade de espaço para mais ou para menos, clique em “Hard Disk (NVMe)” e defina uma quantidade diferente de gigabytes.

Com tudo pronto, vamos a instalação do Windows:

  • Feche a janela e clique no botão de play para iniciar a máquina virtual;
  • Clique na janela da máquina virtual e aperte a tecla Enter/Return do teclado para iniciar o disco de instalação do Windows;
    • Ao clicar na máquina, seu mouse irá para o sistema da máquina virtual. Para voltar o mouse para o macOS, aperte Control + Command no seu teclado.
  • Dê seguimento a instalação do Windows normalmente, como se estivesse em uma máquina real;
    • Selecione a instalação “Personalizada”, selecione o espaço reservado e clique em “Criar” para criar o modelo de partição do Windows.
  • Aguarde o processo terminar e a máquina virtual reiniciar.

Agora, o Windows já está instalado na máquina virtual. Mas, assim como acontece em uma máquina real, você precisa dar seguimento ao processo definindo as configurações do sistema operacional, como país, layout de teclado, etc.

Nota: Se a instalação afirmar que está tendo problemas para se conectar a internet e não permitir que você continue com o processo, aperte Fn + Shift + F10 no seu teclado para abrir um prompt de comando do Windows, digite OOBE\BYPASSNRO e aperte Enter. A máquina virtual irá reiniciar.


Repita o processo de selecionar seu país e teclado novamente. Agora, diferente de antes, você terá a opção de prosseguir sem usar a internet: “Eu não tenho internet”. Termine o processo de configuração do Windows e aguarde até que a tela inicial do sistema seja exibida.


Se tudo correu bem, o Windows 11 foi instalado e configurado corretamente na sua máquina virtual, dentro do macOS. Mas o nosso processo ainda não acabou; confira a categoria a seguir.

Instalando as ferramentas necessárias do VMWare dentro do Windows

Para garantir que o Windows funcione bem na máquina virtual, entregando uma boa qualidade de imagem e som, e conexão com a internet, você precisará instalar algumas ferramentas do próprio VMware dentro do Windows. Confira:

  • No Windows, digite na busca “Windows PowerShell” e rode o programa como administrador;
  • Agora, digite a seguinte linha de comando “Set-ExecutionPolicy RemoteSigned” e pressione Enter;
  • Confirme a nova política optando por “[A] Sim para todos”;
  • Agora, clique na opção de “Virtual Machine” no menu superior do VMware e selecione a opção “Install VMware Tools”. Uma unidade de disco será montada no Windows;
  • Abra o driver montado e clique duas vezes sobre o ícone de "Setup". Prossiga com a instalação normalmente. Isso resolverá os eventuais problemas relacionados a áudio, vídeo e internet;
  • Toque em “Finish” para terminar a instalação e confirme a reinicialização da máquina.

Agora que a máquina reiniciou, é preciso prevenir que ela monte a unidade de instalação do Windows 11 em uma nova reinicialização – afinal, o sistema já está instalado e funcionando. Confira:

  • Primeiro, clique no ícone de engrenagem no topo da janela da máquina virtual;
  • Selecione a opção “CD/DVD (SATA)”;
  • Desative a chave da opção “Connect CD/DVD Drive”.

Pronto, você aprendeu a instalar o Windows 11 no seu Mac!

Dica: para deixar a máquina virtual com uma resolução que se adapte melhor ao seu Mac, vá até o painel de “Configurações” do Windows 11, clique em “Tela” e, em “Resolução de tela”, selecione 2880x1800. Defina a escala para 200% logo em seguida. Maximize a janela da máquina virtual para ter a melhor experiência.


Extra: movendo a máquina para um SSD externo

Como dito antes, o Windows 11 já está instalado no seu Mac, então essa categoria é como um extra.

Se o seu Mac tem pouco espaço de armazenamento disponível e você tem um SSD externo dando sopa, esse problema pode ser resolvido rapidamente: basta mover a máquina virtual para o SSD.

Antes de começar, conecte o SSD ao seu Mac e certifique-se que a sua máquina virtual com o Windows está desligada. Confira as instruções:

  • Com o VMware aberto no seu computador, clique em “Window” no menu superior e selecione a opção “Virtual Machine Library”;
  • Clique com o botão direito do mouse sobre a máquina virtual e selecione a opção “Show in Finder”;
  • Copie o arquivo exibido para o SSD externo;
  • Copiado, de volta ao VMware, clique com o botão direito sobre a máquina virtual mais uma vez e clique em “Delete”;
  • Feche o VMware;
  • Abra o SSD e clique sobre o arquivo da máquina virtual. Você precisará inserir a senha configurada para o TMP para iniciar a máquina.
  • Caso um alerta seja exibido, clique em “I copied it” para confirmar a inicialização da máquina a partir de um driver externo.

Pronto! Agora, sempre que precisar, basta conectar seu SSD ao Mac e dar o início na máquina a partir do armazenamento externo.

Conclusão

Em nossa experiência, com o hardware disponível, o Windows 11 não foi tão bem na máquina virtual. Foi possível executar tarefas simples, como escrever um texto, assistir um vídeo ou navegar em poucas abas usando o Edge, mas nada que vá muito além disso.

Em Macs com processador mais potente e com mais recursos, é possível que a experiência seja melhor – já que mais recursos poderão ser disponibilizados para a máquina virtual.


De qualquer forma, independente do hardware, o VMware – até o momento – não é a proposta indicada para quem está querendo instalar o Windows no Mac com o intuito de jogar. Para esse caso, a melhor proposta ainda é o Parallels; ao menos, até a data da publicação desse tutorial.

Ainda assim, toda a experiência é válida para vários casos. Desde para aqueles que tem um Mac, são curiosos, querem passar por toda a experiência da instalação e ter um pouco da sensação do Windows, até para aqueles que precisam do sistema da Microsoft no dia a dia para fazer algum teste ou executar alguma ferramenta mais leve.

O nosso conselho final é: experimente, pesquise e faça testes com outros sistemas operacionais. Quem é mais saudosista, fã da Apple e do macOS, vai amar! rs.


4

Comentários

TC Ensina: como instalar o Windows no Mac M1 e M2 de graça
Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Windows

Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos

Economia e mercado

Vídeo gravado por passageiro mostra interior de aeronave após acidente no Japão; assista