LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Positivo Vision i15: notebook com Linux e barra de LED com foco em trabalho | Análise / Review

24 de fevereiro de 2024 28

A Positivo lançou em outubro de 2023 o seu novo notebook Vision i15. Este modelo chegou ao mercado para levar um processador mais potente para a linha voltada a trabalho híbrido, home office e estudos da marca brasileira.

O que este laptop oferece de destaque para o usuário na prática? Será que a experiência é satisfatória? É isso que o TudoCelular vai mostrar para você agora, nesta análise completa.

Design e construção

Começamos pelo design com um visual que lembra outros modelos da Positivo. O formato mais reto nos lados, o layout da tampa e o tamanho se assemelham a modelos que já testamos da VAIO e da Compaq, por exemplo.

Já construção é inteira de plástico liso, com acabamento fosco, que passa boa qualidade. Ele tem uma espessura de 19,9 mm e pesa 1,78 kg, o que chega a ser leve considerando que este é um laptop com mais de 15 polegadas.

Um dos destaques está na barra de LED embutida, chamada de Lumina Bar, dividida em duas partes, em cada lado da webcam HD centralizada. Elas servem para melhorar a qualidade em chamadas de vídeo, quando ativadas por meio de um botão do lado direito, com três níveis de brilho. No geral, vimos um resultado bem decente no recurso. A Positivo também deixou a trava de segurança para cobrir a câmera.

O teclado chega no padrão ABNT2 completo. Isso significa que você terá até mesmo a tecla dedicada para o ponto de interrogação e a barra, além do botão power independente. O espaçamento agrada, porém ficou faltando retroiluminação, para melhorar a digitação durante a noite.

O touchpad surpreendeu pelo seu tamanho acima da média para o segmento. Ele tem um acabamento um pouco mais rústico, como em outros modelos da Positivo, para quem curte aumentar a sensibilidade na hora do toque. De toda a forma, vale usar um mouse externo para ter uma experiência mais próxima de um PC comum.

Na lateral esquerda, você vai encontrar um conector USB-A 3.2, a entrada de energia e uma porta HDMI. À direita, aparecem o slot para cartão microSD, o plugue para fone de ouvido e microfone, mais um USB-A 3.2 e um USB-A 2.0. Ficou faltando uma porta USB Tipo-C aqui, para ligar dispositivos compatíveis sem precisar de adaptador.

A caixa é bastante compacta e vem apenas com o básico. Você vai encontrar nela o notebook, o adaptador de tomada, o cabo de energia e os manuais do usuário.

Tela e som

Este modelo do Vision i15 vem com uma tela de 15,6 polegadas, acompanhada de um tratamento antirreflexo, para você não sofrer quando estiver com uma fonte de luz contra o monitor. A definição de imagens agrada, graças à resolução Full HD.

O material do display se trata do tipo TN, o que não vai agradar quem curte um alto nível de brilho. O ângulo de visão é apenas decente, com um pouco de distorção quando você visualiza o painel de lado.

Imagens: Rafael Barbosa / TudoCelular.com

Não espere encontrar aqui qualquer tecnologia que melhore a exibição em streaming, como HDR10 ou Dolby Vision, nem uma taxa de atualização elevada, que fica apenas nos 60 Hz.

Na parte sonora, a Positivo inseriu dois alto-falantes para um sistema estéreo. Eles ficam posicionados logo acima do teclado. A marca brasileira costuma colocar as saídas de som nesta posição, e não nas laterais da base, como outras fabricantes.

Imagem: Rafael Barbosa / TudoCelular.com

No geral, vimos um áudio que carece de maior potência e não vem com Dolby Atmos para deixar o volume mais encorpado. A qualidade é mais focada nos médios, com vocais se destacando mais que os agudos. Já os graves ficam praticamente perdidos.

Ainda temos nesta máquina dois microfones para fornecer um áudio limpo em videochamadas, com um bom cancelamento de ruído do ambiente.

Desempenho e sistema

Esta máquina foi lançada com processadores Intel Core i3-1115G4 ou Core i5 1135-G7, para dar mais desempenho que o Celeron presente nos antecessores, ainda que os dois sejam da já ultrapassada 11ª geração. Aqui temos a versão mais potente, acompanhada de gráficos Intel Iris Xe.

O conjunto de memória traz um armazenamento de 512 GB em SSD M2 NVMe, mas o notebook contém um slot SATA adicional vazio, caso queira colocar outro SSD de até 480 GB, ou um HD de até 1 TB. Também há aqui 16 GB de memória RAM DDR4, que não fica soldada e pode receber upgrade para até 32 GB.

Imagens: Rafael Barbosa / TudoCelular.com

No geral, ele responde bem a tarefas básicas. A inicialização é rápida, enquanto a navegação acontece sem maiores problemas. Só que não espere usar esta máquina para tarefas mais pesadas, como jogos ou edições de foto e vídeo.

Também não conseguimos rodar os benchmarks que costumamos executar em testes de laptop, como 3DMark e PCMark 10. O motivo é bem simples: esta variante que recebemos possui o sistema Linux. Mas você também pode encontrar uma versão com Windows 11 Home no mercado.

Imagem: Rafael Barbosa / TudoCelular.com

A distribuição usada nesta máquina é o Debian e vem com alguns recursos que podem remeter a diferentes versões do Windows, como um menu iniciar no canto inferior esquerdo e as ferramentas de conectividade no canto inferior direito. Por falar nisso, ele vem com Wi-Fi de quinta geração e Bluetooth 5.0.

O Linux se mostrou um sistema bem rápido para navegação e tem programas instalados de maneira nativa para atender às necessidades do usuário, como o navegador Firefox, o reprodutor de vídeos VLC e o pacote LibreOffice, que permite editar documentos, criar planilhas e montar apresentações de slides.

O maior desafio é para instalar programas baixados, que você vai precisar dominar os comandos do Terminal. De toda a forma, há nele uma loja de programas que faz o processo mais rapidamente e disponibiliza aplicações populares, como o Telegram.

Este sistema também tem algumas opções de games básicos para o usuário se distrair, como o clássico Campo Minado e o tradicional Mahjong.

Bateria

A Positivo colocou neste notebook uma bateria integrada com capacidade de 44 Wh. A fabricante promete até 8 horas de autonomia total, independentemente se o sistema é Linux ou Windows. Será que esse tempo acontece no uso prático?

Não foi bem o que vimos nos nossos testes. Experimentamos em um dia comum de trabalho e utilizamos o navegador, o editor de texto e comunicação via Telegram. Só que o notebook durou apenas 3 horas e 13 minutos longe da tomada. Com quase três horas de utilização, já começou a aparecer o aviso para ligar a fonte. Bem abaixo do esperado.

Imagem: Rafael Barbosa / TudoCelular.com

Quando vamos para o carregamento, a Positivo manda um adaptador de 45 Watts bivolt, com encaixe por um conector dedicado. Afinal, qual é a demora para esta máquina voltar aos 100%?

Logo ao plugar o carregador e ligar de volta a máquina, notamos que a porcentagem já saltou para 10% logo no primeiro minuto. Algo curioso, já que ela tinha sido desligada quando o nível chegou a menos de 2%. Mesmo assim, tivemos um total de 1 hora e 52 minutos até o processo ser concluído. Um tempo que seria razoável se a autonomia prometida de 8 horas tivesse realmente ocorrido.

Considerações finais

O Positivo Vision i15 mira entregar um conjunto pensado para quem trabalha em home office ou de maneira híbrida. Isso porque ele traz recursos interessantes para o uso profissional, em um corpo leve para o tamanho da tela.

A fabricante avançou com a linha Intel Core de processadores para melhor desempenho e fornece opções de expansão de memória, o que agrada quem sempre está aberto para upgrades no futuro.

Já o sistema Linux pode não ter todas as ferramentas conhecidas do Windows, mas não vai decepcionar na rapidez de inicialização e navegação, fatores essenciais a depender da sua profissão.

Mas o grande destaque está na Lumina Bar. Ter essa opção de iluminação embutida ajuda a fazer videoconferências com maior qualidade, especialmente em ambientes escuros, e compensa um pouco a resolução mais limitada da webcam.

A tela agrada no tamanho e na resolução Full HD, mas as restrições de um painel TN não avançam na experiência multimídia, assim como som pouco potente e sem um grande equilíbrio de frequências.

Porém o principal ponto negativo fica por conta da bateria, que entregou menos da metade da autonomia prometida de fábrica, sem compensar no tempo de carregamento. Isso impede que o usuário fique muito tempo longe da tomada com esta máquina.

Lumina Bar para luz em videochamadasTela Full HDAté Intel Core i5 em notebook de entradaAlta quantidade de memória RAMSlot adicional para armazenamentoInicialização rápidaSistema leve e com navegação rápida
Painel TNSom pouco potente e equilibradoWebcam com baixa resoluçãoBaixa autonomia de bateriaInstalação de apps no Linux

A Positivo lançou o Vision i15 no mercado nacional por preços sugeridos a partir de R$ 2.300. No caso deste modelo que testamos, o valor que consta no site oficial da marca é de R$ 3.300.

O que temos de concorrência no mercado? O Lenovo V14 G3 pode ser uma boa opção para trabalho. Ele também tem painel Full HD de 15,6 polegadas e webcam apenas HD, mas traz hardware AMD para melhor performance e uma ótima autonomia de bateria. Sem falar no Windows 11 Pro, com recursos de segurança adicionais para o uso profissional. Ele fica atrás apenas na ausência de uma barra de LED embutida e nas opções de expansão.

Você gosta do design da Positivo, mas dispensa a Lumina Bar e quer ter mais recursos para a utilização doméstica? O VAIO FE15 é uma alternativa para o seu caso. Ele possui um corpo similar e ainda oferece Alexa integrada e boa duração de bateria.


28

Comentários

Positivo Vision i15: notebook com Linux e barra de LED com foco em trabalho | Análise / Review
  • Uma tela TN refugo horrível em um notebook de R$ 3300 e vocês procurando coisa pra falar bem, pelo amor de Deus, "ângulo de visão apenas decente" só pode ser piada, não tem ângulo decente nem olhando reto, qualquer um que usou um notebook com tela TN nos últimos 4 anos e não seja cego já sabe o quão podre é

    Por que vocês passam tanto pano pra tela lixo em notebook mas detonam tela IPS em celular? No Moto G73 vcs condenaram o celular por causa da tela (IPS, 120 Hz, Full HD) e ela dá um pau nesse lixo avaliado aqui em todos os quesitos possíveis por menos de 1/3 do preço

      • Essa é pra Positivo: suma do mercado como fez CCE e Gradiente; fará um favor a humanidade.

          • Otimo para jogar no lixo

              • É triste ver marcas nacionais que não buscam melhorar seus produtos, sempre apagada e vivendo de chips de 2~3 anos, poderia até ser uma multinacional

                  • Ó marca podre essa POSILIXO! só fábrica porcarias defasadas e caras; quem compra jogará dinheiro fora.

                      • Positivo negativo

                          • Para instalar programas só usar a loja no máximo ativar o Flatpak na loja que resolve

                              • De graça aínda é caro; só leigos compra isso.

                                  • A regra é clara FIQUE LONGE DE TUDO QUE É DA POSITIVO.

                                      • A Negativo é uma marca deveras duvidosa, só por isso n compraria.

                                          • Sinceramente não quero, e não compro NADA dessa marquinha.

                                              • Ou seja, a Positivo lança em 2024 uma máquina com o mesmo hardware ruim do Samsung Book original de 2021. Tela TN vergonhosa, webcam ruim, bateria péssima, os Intel de 11ª geração (que são ultrapassados sim, por conta da grande diferença prar os da 12ª geração e tem uma latência irritante). O Samsung Book "original" (NP550XDA) foi, no conjunto, o pior notebook que já tive, e esse repete as falhas e ainda é de uma marca pra lá de duvidosa. Porcaria pura.

                                                • Comprem notebook com i5 12450h, agora em 2024 é o melhor custo benefício em potência bruta! No mínimo 12° geração, que teve grande ganho em relação a 11° e tem pouca diferença em relação a 13°, e a 14° vai chegar custando um Rim!! Outro detalhe além da matéria ter sido honesta informando que é um processador de 2021, 4 anos atrás!!! Bateria não dura a metade do promete! Maaasssss todas as fabricantes mentem em relação ao tempo de duração da bateria, sempre considerem que duram metade do tempo anunciado!!

                                                  • Positivo ops POSILIXO!! dessa marca não quero nem que de graça por experiência; 4 vezes foi pra autorizada e última, pq quebrei todo a marteladas. NÃO COMPREM nada dessa marca, é o barato que sai MUITO CARO.

                                                    • Quem compra um lixo desse? Preço de dell, lenovo e Samsung. Nome da marca deveria ser negativo.

                                                        • Mais caro que um Samsung Galaxy Book 2 com Intel i3 1215u e 8GB+256GB mais a tela FHD PLS e a entrada USB-C.

                                                            • Chamar 11° geração de ultrapassa é foda viu. Se eles estão ultrapassados, imagina quem usa 7° e 8°, não fazem nada no Pc?

                                                                • ultrapassado pra ser lançado em 2024 é isso, tinha que ter colocado pelo menos a 12 podia ser um i3.

                                                                    • Exatamente, não é ultrapassado em desempenho, longe disso, mas o mínimo que se espera de um lançamento do final de 2023 é 12ª geração. Essa 11ª geração tem desempenho até bom, mas a eficiência é deprimente, muito muito ruim mesmo, 3 horas de bateria é patético

                                                                      • Estamos na 14° geração, é ultrapassada a 11°!! Pela primeira vez uma matéria fala a verdade e já alerta o consumidor que for leigo!!! i5 da 14° vem com 14 núcleos!! 7° geração é jurássico! 8 e 9 gerações são básicos "hoje em dia", 10 e 11 gerações são intermediários. Tenho notes da 5,7,8 e 10 geração, e sim são antigos comparados com a 14°. Positivo vendendo um lixo desse por 3 mil, é enganar o consumidor, hoje em dia tendo Galaxy book 2 i5 12° geração por 2500, tela IPS FHD, usbc-c com displayport e carregamento por ela, etc...

                                                                        • E o pior, conheço pessoas que usam processadores de 4ª geração normalmente %uD83E%uDD37%uD83C%uDFFB%uD83E%uDD37%uD83C%uDFFB

                                                                          Android

                                                                          Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

                                                                          Android

                                                                          Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

                                                                          Windows

                                                                          Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos

                                                                          Economia e mercado

                                                                          Vídeo gravado por passageiro mostra interior de aeronave após acidente no Japão; assista