LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Embratel lança serviço de banda larga via satélite, mas não concorre com a Starlink

21 de maio de 2024 9

A Embratel expandiu, nesta segunda-feira (20), a sua plataforma de conectividade IPSat que, a exemplo da Starlink criada pela SpaceX, oferece conexão banda larga à internet por meio de uma rede própria de satélites.

A novidade é a oferta de planos que vão entre R$ 420 e R$ 460, aproximadamente, por 20 MB a 25 MB, com uma solução de conexão e backup para o setor empresarial situado em regiões remotas. Para fins de comparação, a Starlink oferece planos comerciais que começam em R$ 1.283 mensais, fora a aquisição de equipamento de instalação (perto de R$ 13 mil).

Veja também

O satélite Star One D2, um dos cinco que compõem a estrutura do serviço IPSat, da Embratel (Imagem: Embratel/Reprodução)

O IPSat, segundo divulgou a empresa, tem por objetivo atender as regiões onde a estrutura de cabeamento da fibra óptica é mais ausente, como regiões rurais ou áreas afetadas por grandes eventos climáticos – neste último caso, normalmente as comunicações online são a primeira queda, dificultando esforços de resgate e recuperação.

Por essa razão, as comparações entre o IPSat e a Starlink param por aí, já que a solução da Embratel parece ser voltada especificamente para o setor corporativo, embora ambas ajudem em situações de crise; mas não para o uso corriqueiro da internet, ao contrário da plataforma operada pela empresa de Elon Musk.

A questão estrutural também corrobora essa percepção: atualmente, a Embratel conta com cinco satélites em órbita – Star One C2, Star One C3, Star One C4, Star One D1 e Star One D2. Todos os cinco são operados e monitorados 365 dias por ano por meio do centro de controle que a empresa mantém em Guaratiba, no Rio de Janeiro, além de algumas estruturas associadas em outras regiões.

De uma forma geral, a IPSat da Embratel parece atender provedores de serviços, como bancos, grandes varejistas e outras operações que dependem de grande tráfego de dados em redundância. Segundo a empresa, há até a possibilidade de integração com uma rede SD-WAN para fins de backup de informações em grande escala.

Os dois planos disponíveis para a oferta seguem:

  • 20 Mb: R$ 421,25 por mês
  • 25 MB: R$ 461 por mês

Vale ressaltar que ambos os planos oferecem vigências de um a três anos, IP fixo dinâmico e taxa média de upload de 4 MB. A contratação é feita em contato com a própria Embratel, por meio de telefone ou site ("embratel.com.br/internet/ipsat", sem as aspas).


9

Comentários

Embratel lança serviço de banda larga via satélite, mas não concorre com a Starlink
Economia e mercado

Huawei Kirin 9010L: chipset inédito é encontrado em smartphone intermediário da chinesa

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Windows

Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos