LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Moto G10 mostra evolução da Motorola com a nova linha | Teste de bateria oficial

06 de abril de 2021 2

Durante o lançamento do seu principal modelo intermediário atualmente, o avançado G100, a Motorola também apresentou mais dois celulares que figuram entre as categorias básica e intermediária. São eles os modelos Moto G30 e G10, que é nosso objeto de teste nesta pauta.

Em seu pacote o G10 oferece tela Max Vision IPS de 6,5" HD+ com 60 Hz, plataforma Snapdragon 460, 4 GB de RAM, 64 GB de memorial interna (expansível via microSD), câmera traseira quádrupla (48 MP/8 MP/2 MP/2 MP), câmera frontal de 8 MP, certificação IP52 e bateria de 5.000 mAh com carregamento rápido de 10W. O gerenciamento desse conjunto está sob o Android 11.

Mais Notícias

Nosso teste de bateria oficial é executado com vários apps, jogos e serviços populares em ciclos cronometrados até que a bateria esgote completamente, sendo dado um tempo de standby entre os ciclos para acompanhar o consumo em segundo plano. Brilho da tela e configurações de redes são padronizados, para que possamos traçar um paralelo entre todos os modelos que passaram por nossas bancadas.

Os apps presentes nos ciclos, e seus determinados tempos de execução por ciclo, são:

  • 6 minutos de uso (cada) - WhatsApp, Youtube, MX Player (vídeo offline), Spotify, PowerAmp (música offline) e Chrome;
  • 1 minuto (cada) - Pokémon Go, Asphalt 8, Subway Surfers, Candy Crush, Modern Combat 5 e Injustice;
  • 4 minutos de chamadas em 3G/4G;
  • 2 minutos de uso (cada) - Facebook, Gmail e GMaps
Resultados

Após nossos testes com o Moto G10, chegamos aos seguintes resultados:

  • Foram necessárias 24 horas e 21 minutos para o dispositivo desligar;
  • A tela permaneceu ligada por 12 horas e 07 minutos no período;
  • Realizamos 18 ciclos completos de testes, incluindo:
    • 108 minutos de navegação no Chrome;
    • 540 minutos de WhatsApp, Spotify, PowerAmp, MX Player e YouTube (108 minutos cada);
    • 108 minutos de jogos (Pokémon Go, Subway Surfers, Candy Crush, Injustice, Modern Combat 5 e Asphalt 8);
    • 108 minutos de Facebook, Gmail e Google Maps (36 minutos cada);
    • 72 minutos de chamadas de voz via 3G/4G;
  • O app que mais consumiu foi o YouTube;
  • O consumo em standby foi de aproximadamente 1% por hora;
Conclusão

O Moto G10 mostrou que a Motorola segue otimizando seu sistema para render mais do que na geração passada, conseguindo entregar autonomia melhor do que o Moto E7 Plus que tem hardware extremamente similar e bateria de mesma capacidade. Ele também superou Moto G9 Play e Moto G30, sendo até então superado apenas (e curiosamente) pelo Moto G100 dentro de sua linha.

Isso garante que o aparelho consiga sobreviver ao menos a um dia de uso mais intenso sem grandes problemas, entregando ainda energia suficiente para a manhã do dia seguinte para que você faça a recarga e comece tudo novamente.

Transmissão encerrada!

8/4/2021 - 19.29

Obrigado pela companhia. A pauta acima atualizada apresenta o resumo dos resultados.

8/4/2021 - 19.29

Foram 24 horas e 21 minutos de uso no total, com 12 horas e 7 minutos de tempo de tela ativa. Apps de vídeo foram os maiores vilões.

8/4/2021 - 18.46
E o Moto G10 acaba de desligar.
8/4/2021 - 18.42
Início do ciclo 19, vejamos até quando a bateria resiste.
8/4/2021 - 18.41
8/4/2021 - 18.09

Temos agora 1% no G10 após o ciclo 18. Agora é ver quanto tempo resta até desligar.

8/4/2021 - 18.08
8/4/2021 - 16.27

Ciclos 17 e 18 iniciados, agora com 13% de carga.

8/4/2021 - 15.26

Com 15% de carga restante, o Moto G10 completa 16 ciclos.

8/4/2021 - 15.20
8/4/2021 - 12.19

Rodando os quatro ciclos (até o 16) com 35% de carga.

8/4/2021 - 10.17

Temos agora doze ciclos completos com 36% de carga restante. Vamos para uma pausa um pouco maior e retornamos em seguida com os ciclos 13, 14, 15 e 16.

8/4/2021 - 10.14
8/4/2021 - 09.28

Rodando o décimo segundo ciclo, agora com 41% de carga.

8/4/2021 - 08.52
8/4/2021 - 08.05
Ciclo 11 em andamento com o G10, com 48% de carga.
8/4/2021 - 08.02
7/4/2021 - 21.36

G10 completou dez ciclos e conta ainda com 48% de carga restante. Iremos desligar o aparelho agora para continuar com o teste amanhã pela manhã.

7/4/2021 - 21.16
7/4/2021 - 19.27

Ciclos nove e dez em andamento, iniciados com 59% de carga.

7/4/2021 - 18.24

G10 chega ao final de oito ciclos com 60% de carga.

7/4/2021 - 18.23
7/4/2021 - 14.06

G10 tem agora 85% no retorno para uma rodada quíntupla até o ciclo oito.

7/4/2021 - 11.39

G10 completou três ciclos e temos agora 86% de carga restante. Vamos para uma pausa mais longa (almoço) e retornamos com uma rodada maior.

7/4/2021 - 11.36
7/4/2021 - 10.46

Terceiro ciclo iniciado, ainda com 91% de carga restante.

7/4/2021 - 10.22

Temos agora 92% de carga restante no G10, após o segundo ciclo.

7/4/2021 - 10.14
7/4/2021 - 09.23

Moto G10 de volta para o segundo ciclo, agora com 96% de carga.

7/4/2021 - 08.52

Bateria com 97% de carga restante após concluído o primeiro ciclo. Agora vamos para a primeira pausa.

7/4/2021 - 08.51
7/4/2021 - 08.04

Primeiro ciclo em andamento após retirar o celular da tomada.

7/4/2021 - 07.51
7/4/2021 - 07.36

Bom dia! Em alguns minutos iniciaremos o teste de bateria com o Moto G10.

O Motorola Moto G10 está disponível na FastShop por R$ 1.049 e na Submarino por R$ 1.129. O custo-benefício é ótimo e esse é o melhor modelo nessa faixa de preço. Para ver as outras 35 ofertas clique aqui.
(atualizado em 25 de janeiro de 2022, às 09:36)

2

Comentários

Moto G10 mostra evolução da Motorola com a nova linha | Teste de bateria oficial
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas