LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Microsoft vende divisão mobile e Nokia voltará à ativa, com Android

18 de maio de 2016 150

Confirmando todos os rumores, a Microsoft acaba de vender sua divisão de featurephones (celulares de entrada) para subsidiária da Foxconn FIH Mobile por uma quantia de 350 milhões de dólares. Na transação, a empresa também incluiu a venda da Microsoft Mobile Vietnam, resultando num total de 4.500 empregados sendo transferidos para a Foxconn.

A notícia dada inicialmente pelo repórter Tim Culpan, da Bloomberg, se espalhou no Twitter na manhã desta quarta-feira (18) e também em grandes portais. Ela já era esperada visto que a Microsoft divulgou em 2014 que deixaria de lado os celulares mais baratinhos para investir na linha de produtos do Windows Phone.

Pra quem não lembra, a Microsoft havia adquirido a Nokia por US$ 7.6 bilhões em 2013.

O retorno da Nokia


Sim, a marca Nokia voltará a estampar as prateleiras dos mercados com smartphones. Com a venda do seu negócio de telefones para uma subsidiária da Foxconn, uma empresa finlandesa chamada HMD Global Oy anunciou que está adquirindo os direitos pertinentes para utilizar o nome da empresa para smartphones e tablets pelos próximos 10 anos. Sendo assim, novos celulares e tablets deverão chegar com a marca da Nokia estampada – e rodando Android, é claro.

Segundo a HMD, US$ 500 milhões serão investidos na Nokia nos próximos três anos para desenvolver e promover novos produtos. Esse dinheiro será aplicado por investidores e também com os resultados fiscais futuros. Já o envolvimento da Nokia na produção dos aparelhos deve ser limitado: a empresa vai definir os requisitos da marca e detalhes como o hardware, ou seja, a HMD não terá produtos próprios no mercado, e sim lançados com a "vitrine" da Nokia.

A FIH Mobile, que tem envolvimento financeiro no negócio, não ficará envolvida na questão de direitos, mas será a fabricante dos smartphones e tablets. Sendo assim, a FIH vai fabricar e, por outro lado, a HMD passará a comercializar estes produtos – com a transação, as duas empresas terão acesso ao vasto arsenal de patentes da Nokia, como descrito no acordo.

Quando teremos os celulares da Nokia de novo?

Todos os vários acordos de negócios necessários para fazer com que todo este processo seja definido por completo deverão acontecer antes do final deste ano. Ainda não existe nenhum cronograma específico para estimarmos uma data provável para a volta definitiva da marca Nokia no mercado de smartphones e tablets.


150

Comentários

Microsoft vende divisão mobile e Nokia voltará à ativa, com Android

Galaxy Z Fold 2: dobrando melhor do que você esperava | Hands-on em vídeo

Moto G9 Plus vs Moto G8 Plus: uma nova geração realmente evolui? | Comparativo

Galaxy A20s vs A21s: vale trocar ou ir direto no mais novo? | Comparativo

Galaxy M31 vs LG K61: qual o melhor celular intermediário barato? | Comparativo