LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Laboratório britânico disponibiliza vacina contra herpes zóster no Brasil; imunização chega a R$ 1.686

21 de junho de 2022 0

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), aprovou no segundo semestre do ano passado um novo imunizante recombinado desenvolvido pela farmacêutica britânica GSK contra a herpes zóster ("cabreiro", na cultura popular), doença infecciosa causada pelo mesmo vírus responsável pela catapora, a varicela-zóster.

Embora a "Shingrix" tenha sido aprovada em 2021, seu uso no Brasil começou apenas este mês com disponibilidade exclusivamente nas clínicas particulares e convênios médicos. O imunizante tem como público-alvo pessoas acima de 50 anos — faixa etária que costuma ser mais afetada pela doença — com eficácia de 90%.

De acordo com uma nota técnica emitida pela Sociedade Brasileira de Imunizações (SBim), a posologia do imunizante é de 0,5 ml por via intramuscular com esquema vacinal de duas doses, devendo ser respeitado o intervalo mínimo de quatro semanas entre a primeira e segunda aplicação da vacina.

A Shingrix não é ofertada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e pode ser encontrada na rede particular custando a partir de R$ 843 por dose, totalizando R$ 1.686 para completar o calendário. De acordo com Mônica Levi, médica e diretora da SBim, esse imunizante é "o mais caro que existe" e seu preço está relacionado com a importação e variação do câmbio.

Representação da Shangrix contra HZ. (Imagem: Reprodução).

Embora a Shangrix seja a vacina mais recente contra a HZ, é importante destacarmos que também há a Zostavax, da Merck, que utiliza vírus atenuados com aplicação em dose única e preço em torno dos R$ 600, valor consideravelmente inferior ao cobrado pela farmacêutica britânica.

Apesar do preço menor, a Zostavax não pode ser administrada em pacientes imunossuprimidos, isto é, que possuem alguma doença que comprometa o sistema imunológico. Neste caso, a orientação da Anvisa é para uso da Shangrix em pessoas a partir de 18 anos com taxa de eficácia em torno de 70%.

  • Nota técnica da SBim — leia.

Está acompanhando a evolução das vacinas? Conta pra gente, comente!


0

Comentários

Laboratório britânico disponibiliza vacina contra herpes zóster no Brasil; imunização chega a R$ 1.686
Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Asus

ASUS lança novo celular gamer ROG Phone 5s e 5s Pro no Brasil; confira os preços

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas