LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Puxado pela Samsung, Wear OS deve ampliar presença de mercado em 2024

30 de abril de 2024 3

Uma nova análise da Counterpoint Research indicou uma expectativa de crescimento de 6% na presença de mercado do Wear OS, o sistema operacional do Google para smartwatches e outros dispositivos vestíveis, para o ano de 2024.

De acordo com os dados, o Wear OS contará, neste ano, com 27% de market share global, versus 21% em 2023. A empresa de análise aponta o trabalho em conjunto do Google com a Samsung para o lançamento do Wear OS 3 e Wear OS 4 como o principal responsável, já que a nova versão do sistema operacional foi mais abraçada por fabricantes de dispositivos mais reconhecidos: além do Galaxy Watch, o Wear OS também é encontrado na linha Pixel Watch e alguns produtos da Xiaomi, OnePlus e OPPO.

Veja também

Pelas informações da Counterpoint, a expectativa é a de que o Wear OS tenha um aprimoramento de vendas de até 37% em 2024, o que sinaliza uma recuperação consistente da marca após os problemas enfrentados em períodos anteriores: antes um carro-chefe de marketing do Google, a fabricante Fossil abandonou o sistema operacional móvel – e o mercado de smartwatches como um todo – depois de diversos lançamentos problemáticos.

Felizmente para o Google, isso acabou sobreposto à adoção do Wear OS por outras fabricantes, ampliando o leque de opções de dispositivos equipados com o sistema operacional e, com esse desenvolvimento conjunto, mais e mais funcionalidades e aprimoramentos foram adicionados. E já existem rumores de que a própria Samsung está trabalhando com o Google para lançar o Wear OS 5.

Imagem: Counterpoint Research/Reprodução

Assim como é o caso com os smartphones, onde há uma tendência de aquisição de dispositivos premium, estamos testemunhando, pela primeira vez, usuários de smartwatches buscando upgrades no campo do Android, desejando uma experiência de usuário melhor e, assim, se permitindo gastar mais quando estiverem pensando em suas próximas compras”, disse Anshika Jain, analista sênior da Counterpoint Research.

“Por causa disso, esperamos uma maior adoção do Android Wear (Wear OS) do Google, já que estes dispositivos oferecem uma experiência terceirizada robusta de apps, assistência de IA do Google e uma medição precisa de saúde, customização e otimização de bateria.

Até agora, a maior parte [das vendas] do Wear OS foi incentivada pelos relógios da Samsung, e havia poucas opções mainstream para usuários de smartphones Android. Entretanto, começando por este ano, veremos Google e Qualcomm atraindo seus principais clientes em smartphones – como OnePlus, OPPO e Xiaomi – para o lançamento de smartwatches baseados em Wear OS fora do mercado chinês, como opções atraentes a preços premium. Mais além, a própria linha Pixel Watch do Google deve continuar a contribuir com a adoção global do Wear OS.”

Apple Watch ainda reina, mas Wear OS e HarmonyOS vão incomodar

A análise da Counterpoint Research aponta, ainda, para o fato de que o Apple Watch OS, o sistema operacional dos relógios inteligentes da Apple, ainda é o “maioral” do setor. Em 2023, a plataforma da “Maçã” correspondeu a 53% do mercado global de smartwatches – um feito interessante, considerando que a Apple tem apenas uma linha de produtos para encarar lançamentos de várias outras empresas.

Entretanto, além do sucesso do Wear OS, a firma de análise também aponta para o forte crescimento do HarmonyOS no mercado doméstico chinês. Embora os dados específicos desta plataforma sejam mais complicados de se analisar — o HarmonyOS não tem uma “versão para smartwatches”, já que ele é um ecossistema que abraça relógios, tablets, smartphones, notebooks e até mesmo carros — , a Counterpoint disse que a marca deve chegar a 61% de presença no país em 2024.

Por esses números, a empresa já afirma que o HarmonyOS é líder de fato na China, superando seus dois concorrentes.

Em 2023, a maior parte das encomendas do HarmonyOS praticamente dobrou, superando o watchOS da Apple. A presença de vendas do HarmonyOS deve ir mais longe, chegando a 61% na China em 2024, versus 48% em 2023”, disse Ethan Qi, diretor da Counterpoint. “O lançamento de smartphones 5G da Huawei, ano passado, e o crescimento resultante disso agiram como um catalisador no incentivo e valorização de marca para os smartwatches da empresa, expandindo o já avançado mercado de relógios inteligentes da China.


3

Comentários

Puxado pela Samsung, Wear OS deve ampliar presença de mercado em 2024
Economia e mercado

Huawei Kirin 9010L: chipset inédito é encontrado em smartphone intermediário da chinesa

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Windows

Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos