LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Apple iPad Pro 2024: tela OLED e chip M4 fazem dele o melhor tablet já lançado? | Vídeo Hands-On

14 de junho de 2024 14

O lançamento do iPad Pro 2024 pegou muita gente de surpresa, uma vez que esse é o melhor tablet já apresentado pela Apple.

O tablet se tornou ainda mais premium, é o mais fino do mercado e traz um inédito chipset Apple M4. Isso sem falar da tão esperada e comentada tela OLED.

Ou seja, estamos diante de conjunto que promete muito e também cobra o seu preço por isso.

Vem conosco conhecer esse tablet premium da Apple neste rápido hands-on.

Design e construção

No iPad Pro 2024, a Apple deu um passo a mais no quesito construção. Isso porque o dispositivo tem apenas 5,1 milímetros de espessura e pesa 580 gramas.

Isso faz esse tablet ser 100 gramas mais leve que o modelo de 2022, sendo que o aparelho que tivemos acesso tem tela de 13 polegadas e conta com corpo em alumínio reciclado.

No dia a dia, você vai notar que o iPad Pro 2024 é fácil de usar e, por mais que pareça que ele é frágil, podemos dizer que, definitivamente, ele não é.

Deixando de lado a construção, no campo de design, a Apple não modificou quase nada e temos aqui a boa e velha fórmula da empresa, sendo que nesta geração não temos uma câmera ultrawide na traseira.

Isso porque a Apple inseriu neste dispositivo um sensor RBG muito mais útil como ferramenta de trabalho, principalmente para profissionais do design, uma vez que ele ajuda a ajustar o balanço de branco do display, capturando a iluminação ambiente.


Passando para a parte frontal, outra mudança importante está no posicionamento da câmera de selfies, que agora deve ser usada na horizontal. Isso faz sentido em um tablet quando levamos em consideração que muita gente usa com case de teclado, por exemplo.

Essa câmera frontal ainda trabalha em conjunto com os sensores do Face ID para desbloqueio facial.

Quando na horizontal, nas laterais do iPad Pro nós temos quatro saídas de áudio e porta USB-C Thunderbolt 3, que permite rápida transferência de dados. Os botões de volume ficam perto do módulo de câmeras e você pode guardar a Apple Pencil Pro de forma magnética.

Por fim, na caixa a Apple manda os manuais, cabo de carregamento e adaptador de energia de 20W.

Tela e hardware

Uma das principais novidades do iPad Pro 2024 é, sem sombra de dúvidas, a presença de display OLED de 13 polegadas, que traz tecnologia Pro Motion para taxa de atualização variável para até 120 Hz.

O pico de brilho desse painel pode chegar a 1.600 nits em conteúdo HDR e isso é mais do que suficiente para ver o vídeos e imagens na tela em ambientes externos, por exemplo.

Outro destaque importante da tela é a sua boa calibração de cores, com pretos profundos da tecnologia OLED. Como sabemos, a Apple é conhecida por ser a quedinha dos designers justamente por esse motivo e aqui no iPad Pro a empresa faz bonito.

Em multimídia, o iPad Pro 2024 se sai muito bem com seus quatro alto-falantes de ótima qualidade. O som é alto, bem encorpado e você até consegue notar um pouco dos graves.


Agora, quando o assunto é desempenho, foi aqui que a Apple fez um ótimo trabalho. A empresa lançou o novo chipset Apple Silicon M4 em conjunto com o iPad Pro 2024 já pensando nas novidades de Inteligência Artificial que serão reveladas em breve.

A plataforma é construída em 3 nanômetros e tem CPU e GPU com 10 núcleos, sendo que neste modelo testado temos 16 GB de RAM e 1 TB de armazenamento interno.

No dia a dia, em testes preliminares, foi possível perceber que o iPad Pro 2024 se sai muito bem em qualquer atividade, mesmo naquelas que exigem mais do hardware, como editar vídeos.

Em games, o dispositivo também se sai muito bem, entregando 60 frames em Resident Evil. Isso tudo sem esquentar muito ou atrapalhar a jogatina.

Ou seja, a Apple fez um ótimo trabalho de arrefecimento por aqui, usando o próprio corpo do tablet e outros ajustes para dissipar o calor.

No departamento de conectividade, o tablet é vendido em variantes apenas Wi-Fi ou 5G via eSIM, sendo que ele tem Wi-Fi 6E em todas as versões. Além disso, há Bluetooth 5.3, NFC para Apple Pay e GPS.

O novo chipset, feito em 3 nanômetros, também não gasta muita energia e, em uso normal com navegação, visualização de vídeos e edição de documentos, o usuário terá autonomia para uso contínuo de 11 a 12 horas.

O único ponto negativo é que o carregamento ainda é lento, fazendo o usuário precisar de mais de duas horas para chegar a 100% de bateria.

Especificações técnicas

215.5 x 281.6 x 5.1 mm
13 polegadas - 2752x2064 px
Ir para página de comparação
  • Tela Ultra Retina XDR OLED de 13 polegadas com resolução de 2752 x 2064
  • Display com taxa de atualização variável até 120 Hz
  • Plataforma Apple M4
  • 8 GB ou 16 GB de RAM
  • 256 GB, 512 GB, 1 TB ou 2 TB de armazenamento interno
  • Câmera frontal de 12 MP (f/2.0)
  • Câmera traseira de 12 MP (f/1.8)
  • Conexão 5G, Wi-Fi 6E, Bluetooth 5.3, GPS, Face ID e som estéreo
  • Bateria de 38,99 watts hora com carregamento de até 30W
  • iPadOS 17 como sistema operacional
  • Dimensões: 281,6 x 215,5 x 5,1 mm
  • Peso: 579 gramas
Software

Como todo mundo já sabe, o iPadOS é o sistema operacional mais maduro para uso nas telas grandes dos tablets. Por mais que o Android tenha evoluído bastante, os desenvolvedores do sistema não levam muito a sério a plataforma de tablets, deixando muitos aplicativos com experiência ruim em telas maiores.

No tablet da Apple, o iPadOS 17 vai muito bem, até porque o chipset M4 em breve deve equipar diversos MacBooks com MacOS. Ou seja, temos sobra de desempenho.

O iPad Pro 2024 é vendido em conjunto com o Magic Keyboard, para você ter uma experiência de notebook e melhorar o fluxo de trabalho, e a Apple Pencil Pro, que agora é compatível com o Find My.

Como esperado, esses acessórios enriquecem o uso do tablet. O trackpad do case de teclado está maior e facilita o uso, enquanto a caneta recebe uma série de funções via software.

Um exemplo é que agora é possível alterar a espessura e a forma do traço apenas girando e inclinando a ponta da caneta na tela. São melhorias incrementais que a Apple quis inserir neste dispositivo Pro.

Câmeras

O iPad Pro 2024 tem dois sensores de 12 MP, sendo um frontal e outro traseiro. Como todo mundo já sabe, câmeras em tablets são usadas principalmente em chamadas de vídeo ou para registrar objetos, documentos e afins.

Aqui no caso do iPad Pro, os dois sensores fazem um ótimo trabalho, sendo que no traseiro ainda é possível gravar vídeos em resolução até 4K.

Já os microfones do iPad funcionam muito bem, proporcionando uma captação de áudio de boa qualidade e que vai ajudar muito em reuniões online, por exemplo.

Em suma, são boas câmeras dentro do padrão tradicional do mercado de tablets.

Primeiras impressões

No Brasil, o novo iPad Pro de 11 polegadas custa a partir de R$ 12.299 pela versão com 256 GB de memória. A título de curiosidade, esse valor pode chegar a R$ 24.299 pela variante de 2 TB.

Já a opção de 13 polegadas começa a partir de R$ 15.899 e pode chegar a R$ 27.899 na opção com 2 TB. Deixando de lado o preço, o iPad Pro é um dos melhores tablets do mercado.

O chip M4 é potente ao ponto de ser exagerado para um tablet, você tem uma construção que chama a atenção pelo aspecto premium e a tela OLED é um acerto da gigante de Cupertino.

É o tablet definitivo da Apple. Isso sem falar que o sistema operacional é o ponto mais forte nesse segmento. Por isso, se você é daqueles que tem dinheiro de sobra, é um profissional de design e precisa de um tablet, pode comprar o iPad Pro 2024 sem medo.

Inclusive, essa dica vale ainda mais para quem está em viagem internacional e pretende trazer um desses na mochila. Todo mundo sabe que lá fora o valor é menos salgado, começando em R$ 5.254 em conversão direta.


14

Comentários

Apple iPad Pro 2024: tela OLED e chip M4 fazem dele o melhor tablet já lançado? | Vídeo Hands-On
Economia e mercado

Huawei Kirin 9010L: chipset inédito é encontrado em smartphone intermediário da chinesa

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Windows

Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos