LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

União Europeia segue EUA e impõe taxa de até 48% para carros elétricos chineses

13 de junho de 2024 15

Seguindo uma medida adotada pelo governo dos Estados Unidos, a União Europeia anunciou que irá impor uma tarifa adicional de até 48% na importação de carros elétricos chineses.

O bloco já notificou formalmente as montadoras BYD, Geely e SAIC, sendo que as novas regras entram em vigor no dia 4 de julho.

Conforme explica a Comissão Europeia, a medida faz parte do resultado de uma investigação iniciada no ano passado, que buscou descobrir a quantidade de subsídios que o governo chinês tem ofertado para essas montadoras.

Isso porque os fabricantes chineses de veículos elétricos têm avançado no mercado europeu com preços agressivos, impedindo a "justa competição" com marcas locais e tradicionais.

Imagem/reprodução: acervoTC.

As tarifas individuais aplicadas pela UE variam conforme o nível de cooperação com a investigação, sendo que a SAIC será punida de forma mais severa.

Confira a taxa extra para cada montadora:

  • SAIC - 38,1%
  • Geely - 20%
  • BYD - 17,4%

Essas porcentagens serão aplicadas acima dos 10% já existentes, sendo que marcas ocidentais como Tesla, BMW e Renault, que fabricam seus veículos na China e enviam para a União Europeia, também terão taxas mais altas.

Aquelas empresas que cooperaram com a investigação terão taxas adicionais de 21%.

Segundo pesquisa divulgada recentemente, quase 20% dos carros elétricos vendidos na UE foram fabricados na China, incluindo importações da Tesla e Renault, sendo que esse número pode chegar a 25% em 2024.

Comentando a taxação, o vice-presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, disse:

Nosso objetivo é restabelecer a igualdade de condições e garantir que o mercado europeu permaneça aberto aos produtores de veículos elétricos da China, desde que eles sigam as regras de comércio acordadas globalmente.

Por outro lado, a China protestou e ameaçou retaliar, algo que tem preocupado a Alemanha, que foi contra a taxação extra para carros elétricos na UE por temer que Volkswagen e BMW possam sofrer restrições no mercado chinês.

O UE ignorou os fatos e as regras da OMC, ignorou repetidas fortes objeções da China, e ignorou os apelos e dissuasões de muitos governos e indústrias dos estados membros da UE.

No caso brasileiro, o governo federal também tem voltado a taxar carros elétricos importados, algo que fez algumas montadoras chinesas anunciar a produção local dos seus veículos.

Veja mais


15

Comentários

União Europeia segue EUA e impõe taxa de até 48% para carros elétricos chineses
  • Xi Jinping tava achando que era só fabricar aos montes com subsidio dele pra "dominar", tá achando que todos são bobinhos igual os BR

    • Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Hoje a China é o maior mercado do mundo para carros, vende mais de 23 milhões de carros só na China, passou os Estados Unidos e a Europa, hoje montadoras americanas e européias dependem do comércio chines para se manter.

        • Mais um burro na conta, à forçar a auto-suficiência dos Xinocas %uD83E%uDD71

            • Parabéns união europeia

                • Não vai adiantar nada.
                  A invasão chinesa já começou e não vai parar.

                  Motor1 - 13/06/2024BYD: 2ª fábrica de carros elétricos na Europa será construída na França

                  • Mercados que não conseguem acompanhar os elétricos chineses..
                    Quero ver quando os chineses taxarem os europeus e Americano..
                    Tirando as baterias e componentes de motor elétricos usados em modelos europeus, será que também teriam aumento ou segue o que os americanos estão fazendo?

                      • A resposta é óbvia: se os chineses taxarem isso as empresas ocidentais se retiram de lá para produzir em outros locais que não tributem.

                          • Mais aí o custo de fabricação vai aumentar para tais empresas ocidentais, seus produtos ficam mais caros e menos competitivos num mercado mundial já bastante acirrado devido a forte concorrência.
                            Um tempo depois de queda nos lucros as cabeças na diretoria começam a rolar.
                            Então tais empresas ocidentais de jeito nenhum querem esse sofrimento.
                            Querem é continuar vendendo e que os políticos parem de brigar!

                              • Os chineses mandam e desmandam no mercado.
                                Atualmente, 33% dos carros fabricados no Mundo são fabricados lá.
                                E se a China retaliar, várias empresas vão naufragar, principalmente as alemães.

                                Motor1 - 13/06/2024BYD: 2ª fábrica de carros elétricos na Europa será construída na França

                                  • Como se eles conseguissem construir uma cadeia de suprimentos sem a China. No final, as europeias que vão perder miseravelmente

                                      • como se fosse fácil assim, isso elevaria pra caramba o valor final dos carros deles, visto que ninguém no mundo tem a rede de infraestrutura de produção que os chineses tem, pelo preço que conseguem fazer, se já tivessem a tesla já teria saido da china.

                                      Economia e mercado

                                      Huawei Kirin 9010L: chipset inédito é encontrado em smartphone intermediário da chinesa

                                      Android

                                      Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

                                      Android

                                      Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

                                      Windows

                                      Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos