LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Golpe de processo seletivo para emprego afeta mais de 1 milhão de brasileiros

11 de janeiro de 2018 3

Uma ação de hackers afetou mais de 1 milhão de brasileiros, ao divulgar falsas vagas de emprego. É o que alerta o DFNDR Lab, laboratório de segurança digital especializado no combate ao cibercrime. Os criminosos estariam usando a marca de uma grande rede de supermercados atacadista para enganar pessoas desempregadas, em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho.

De acordo com o laboratório, mais de 1 milhão de vítimas foram alcançadas e protegidas pelo aplicativo DFNDR Security, desenvolvido pela PSafe, nos últimos quatro dias. Desse número, 300 mil foram apenas nas 24 horas passadas.

Espalhada por meio do WhatsApp, a armadilha oferece aos usuários processos seletivos para empregos com salários de até R$ 2.800, mais benefícios como assistência média, vale-refeição, vale-transporte e seguro de vida. Para isso, a vítima teria que responder às três seguintes questões: “Você é maior de idade?”, “Já trabalhou registrado?” e “Tem disponibilidade para fazer horas extras?”.

“Identificamos cada vez mais iniciativas de hackers que se aproveitam da alta taxa de desemprego no país para chamar a atenção dos usuários de internet para falsas promessas de vagas. Na intenção de se recolocar no mercado de trabalho, muitas pessoas não checam a fonte da informação disseminada e se cadastram em anúncios falsos, o que pode causar prejuízos financeiros e expor seus dados pessoais a pessoas mal-intencionadas”, explica Emílio Simoni, diretor do DFNDR Lab.

A seguir, a pessoa é redirecionada a uma página onde há uma mensagem perguntando se ela deseja marcar uma entrevista de emprego. Ao responder “Sim, claro”, o hacker é autorizado a enviar notificações push de outros golpes. A página ainda pede o compartilhamento da suposta oportunidade a contatos e grupos do mensageiro, a fim de disseminar mais a ameaça.

“Percebemos, ainda, que muitos brasileiros acabam compartilhando seus números de celular nas páginas falsas na expectativa de aumentarem suas chances na conquista das vagas anunciadas, o que aumenta ainda mais o risco de roubo de dados e aplicação de golpes futuros pelos cibercriminosos”, conclui Simoni.


3

Comentários

Golpe de processo seletivo para emprego afeta mais de 1 milhão de brasileiros

OnePlus 6 e Redmi Note 5 entram na lista dos 15 aparelhos mais radioativos

Huawei no Brasil fará diferença? Positivo fecha trimestre no vermelho

Samsung Galaxy J7 Pro ou Motorola Moto G5S Plus? Comparativo TudoCelular ajuda a escolher

Ranking TudoCelular: gráficos com todos os testes de desempenho e autonomia até junho