LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Xperia XZ2 não converte maior capacidade de bateria em boa autonomia

31 de julho de 2018 13

O Xperia XZ2 chegou com muitas mudanças em relação ao seu antecessor, incluindo tela bem maior com proporção 18:9 e hardware mais potente. Para lidar com isso, a Sony aumentou em pouco mais de 15% a capacidade da bateria, passando de 2.700 mAh no Xperia XZ1 para 3.180 mAh, o que coloca o novo dispositivo pouco acima da média da categoria, já que modelos como Galaxy S9 e G7 ThinQ contam com 3.000 mAh.

Depois de nosso teste de desempenho, onde vimos que o Xperia XZ2 honra a fama de rapidinho dos flagships da Sony, chegou a hora de descobrir se essa bateria será capaz de lidar com o hardware potente, e se o sistema está otimizado o bastante para balancear sua ótima performance com uma boa autonomia.

Autonomia

Buscando saber como o Xperia XZ2 realmente se sai em autonomia, realizamos um teste simulando um uso mais real com o aparelho durante todo o dia seguindo a metodologia abaixo:

  • 6 minutos de navegação no site do Tudo Celular usando o Chrome, vídeos no YouTube, vídeo no MX Player, streaming no Spotify, músicas no PowerAMP, WhatsApp e jogos;
  • 4 minutos de chamadas via 3G;
  • 2 minutos de Facebook, Gmail e Google Maps.
  • Foram repetidos vários ciclos com intervalos de 30 minutos até esgotar totalmente a bateria do aparelho. Desta forma, tivemos uma ideia mais precisa da real autonomia.
Resultados

Após um dia inteiro de testes, chegamos aos seguintes resultados sobre a bateria do Xperia XZ2:

  • Foram necessárias 16 horas e 8 minutos para esgotar quase que totalmente a bateria do XZ2 com o brilho da tela em 200 lux (próximo de 40%).
  • A tela permaneceu ligada por 8 horas e 10 minutos.
  • Realizamos 11 ciclos de testes que incluíram:
  • 420 minutos de WhatsApp, Spotify, PowerAmp, Chrome, MX Player e YouTube (60 minutos cada);
  • 66 minutos de jogos (Pokémon Go, Subway Surfers, Asphalt 8, Modern Combat 5, Candy Crush e Injustice);
  • 66 minutos de Facebook, Gmail e Google Maps (20 minutos cada);
  • 48 minutos de ligações conectado em rede 4G
  • Temperatura da bateria ficou entre 26 e 35°C.
  • O aplicativo que mais devorou a bateria foi o Spotify.
Conclusão

O Xperia XZ2 tem erros e acertos se comparado ao seu antecessor, mostrando que mesmo com uma capacidade bem maior que o modelo de 2017 não tivemos um aumento considerável na autonomia, chegando até mesmo a ser encontrada queda em alguns casos.

Isso fica ainda mais sério ao compararmos com rivais diretos como Galaxy S9 e iPhone X, que nem são um primor em autonomia mas ainda conseguem superar o modelo da Sony em boa parte dos cenários, demonstrando que não temos lá uma otimização tão boa no Xperia XZ2.

Transmissão encerrada!

31/7/2018 - 23.51

Foram pouco mais de 16 horas de teste, com 8 horas de tela ligada. O resumo dos demais testes de bateria e também o vídeo estarão na pauta acima. Obrigado pela companhia.

31/7/2018 - 23.50
31/7/2018 - 23.17

E o Xperia XZ2 acaba de desligar.

31/7/2018 - 23.03

Lá vamos nós para a parte final do teste com 3% de carga.

31/7/2018 - 22.32

Com 4% restante de carga, teremos apenas mais um intervalo e tentativa de início do novo ciclo, mas ficaremos mesmo nos 11, restando saber quanto tempo de tela o XZ2 conseguirá.

31/7/2018 - 22.32
31/7/2018 - 21.39

Estamos com 11% nesse início de décimo primeiro ciclo.

31/7/2018 - 21.10

Fechado o 10º ciclo com 12% de carga, aparentemente a redução da temperatura no final do dia ajudou a melhorar o consumo. Teremos então mais um ciclo.

31/7/2018 - 21.09
31/7/2018 - 20.13

Iniciando o décimo ciclo com 20% de carga.

31/7/2018 - 19.44

Xperia XZ2 mantém o ritmo de consumo na média de 10% por ciclo. Considerando que este foi a nona rodada, parece que teremos um total de 11 ciclos.

31/7/2018 - 19.43
31/7/2018 - 18.18

Oitavo ciclo concluído, com 31% de carga restante e quase 6h de tela.

31/7/2018 - 18.18
31/7/2018 - 17.26

Iniciamos o oitavo ciclo com 39% de carga.

31/7/2018 - 16.50

Final do sétimo ciclo e temos 40% de carga ainda no XZ2, com pouco mais de 5h de tela.

31/7/2018 - 16.49
31/7/2018 - 15.24

Sexto ciclo fechado com o XZ2 e ainda temos 48% de carga, apontando aí para 11 ou 12 ciclos no total. Já somamos quase 4h e meia de tela.

31/7/2018 - 15.24
31/7/2018 - 15.23

Durante o intervalo para o almoço, juntamos os resultados de dois ciclos.

31/7/2018 - 13.06

XZ2 já está rodando o quinto ciclo.

31/7/2018 - 12.32

Quarto ciclo encerrado no XZ2 e temos ainda 65% de carga após 3h de tela e com o Asphalt 8 sendo apontado como vilão de consumo.

31/7/2018 - 12.31
31/7/2018 - 11.30

Já estamos no quarto ciclo, 74% no XZ2 nesse início de nova rodada.

31/7/2018 - 11.02

Continua a média de 10% de consumo no XZ2 após o terceiro ciclo.

31/7/2018 - 11.01
31/7/2018 - 10.07

Já tivemos o segundo ciclo e agora estamos no terceiro, iniciado com 83% de carga na bateria.

31/7/2018 - 10.06
31/7/2018 - 08.34

Retornando para o segundo ciclo ainda com 92% na bateria.

31/7/2018 - 08.02

Encerrado o primeiro ciclo, com consumo de 8% na bateria do XZ2. Agora vamos para a primeira pausa de 30 minutos.

31/7/2018 - 08.02
31/7/2018 - 07.05

Iniciado o primeiro ciclo.

31/7/2018 - 07.05
31/7/2018 - 07.03

Bom dia! Já estamos prontos para iniciar o teste de bateria com o Xperia XZ2.

O Sony Xperia XZ2 está disponível na Americanas por R$ 4.038. Para ver as outras 10 ofertas clique aqui.
(atualizado em 18 de janeiro de 2019, às 02:36)

13

Comentários

Xperia XZ2 não converte maior capacidade de bateria em boa autonomia

OnePlus 6 e Redmi Note 5 entram na lista dos 15 aparelhos mais radioativos

Huawei no Brasil fará diferença? Positivo fecha trimestre no vermelho

Samsung Galaxy J7 Pro ou Motorola Moto G5S Plus? Comparativo TudoCelular ajuda a escolher

Ranking TudoCelular: gráficos com todos os testes de desempenho e autonomia até junho