LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Estudo mostra que postar castigos aos filhos na internet não traz melhora no comportamento

11 de janeiro de 2019 23

Uma tendência vista em vários países, em que pais postam nas redes sociais castigos ou punições aplicados aos filhos por mau comportamento pode ter justamente o efeito contrário. É essa a conclusão do Ph.D em psicologia educacional e tecnologia internacional, o norteamericano Brian Edward Kinghorn.

A noção de que a vergonha pública funcionará para que a criança reveja seu comportamento vai contra a pesquisa sobre a eficácia relativa da punição como forma de melhorar o comportamento. No Brasil, uma pesquisa mostrou a preocupação com a privacidade e segurança de seus filhos.

O pesquisador ressalta que a paternidade severa, comportamento que pode incluir agressão física e psicológica, humilhação e gritos ou ameaças a crianças é particularmente problemático, pois pode gerar sentimentos de ressentimento, vingança e rebelião nos pequenos.

As crianças podem esconder comportamentos reprováveis, em vez de realmente mudá-los. Sua pesquisa mostrou que a severa disciplina dos pais aumenta o risco de problemas comportamentais.


O constrangimento nas redes sociais não é uma agressão física, mas também é considerado um comportamento típico de paternidade severa. Entre os efeitos, listados em pesquisa publiada no jornal da Academia Americana de Psiquiatria e Lei concluiu que “foi demonstrado empiricamente que sofreu severa humilhação para mergulhar os indivíduos em grandes depressões, estados suicidas e estados severos de ansiedade”.

Embora as redes sociais tenham um vasto material para compartilhar conselhos e aprender, há casos de pais que buscam validar suas táticas de criação sem pensar no efeito que pode causar aos filhos. A punição compartilhada também é uma forma de cyberbullying, que pode ser ainda mais prejudicial porque, após pulicados, os posts podem ganhar vida própria, expondo crianças além do limite de seus conhecidos.

Mas como fazer?

Uma corrente de educadores defende que mostrar aos filhos as consequências naturais de atos errados são muito mais eficazes que as punições que formatam comportamentos. Se não houver uma consequência natural, vale mostrar a consequência lógica do erro, do ponto de vista da criança e do adulto.

Um vídeo de um pai que obrigou sua filha de 10 anos a caminhar para escola por 8 km em uma temperatura de 36ºC como punição por ter sido suspensa do ônibus escolar ganhou as redes, chegando a 15 milhões de visualizações (o vídeo está no final da matéria, em inglês).

Nesse caso, os educadores sustentam que o melhor seria conversar com a criança e ajudá-las a entender as consequências lógicas do ato que a levou a ser suspensa da escola.


23

Comentários

Estudo mostra que postar castigos aos filhos na internet não traz melhora no comportamento
  • Minha mãe me arrebentou e segundo ela sempre fui um filho respeitoso e honesto, já meu irmão tem 7 anos, não apanha de jeito nenhum, é um terror o menino.

    • Mimi,, não pode mimi, Aiai vó fica trauma,mimi Aiai,mimimi, e muito mimimimi

        • Bater nunca é legal porque ninguém gosta de apanhar. Se você tem autoridade, consegue impor respeito apenas com as palavras. Se não consegue, sinto muito, é fraco como pai/mãe.

          • acho ridiculo pais acharem isso bom
            fazer os filhos passarem vergonha?,é ainda virtualmente,é quase um cyberbullying da propria familia e dos "amigos" que estiverem vendo a vergonha que a criança/adolescente recebe alem disso se recusar a punição Poderia ou podera ser pior...
            Ai alem de passar vergonha para quem esta la fora
            estara passando vergonha para desconhecidos,pessoas da propria escola,amigos,familiares,etc...

              • Postar na internet é errado! É uma exposição desnecessária. Agora disciplinar os filhos é fundamental para o desenvolvimento de uma pessoa de bom caráter e responsável.

                  • 2007, existia Lan house e eu frequentava. Minha mãe descobriu que eu tava gastando a grana do lanche na Lan. Ela foi lá e me deu uma surra no meio de todo mundo. Corri pra casa com vergonha. Chegando lá ela me deu um sermão. Resultado: nunca mais fui naquela Lan (e outras) por um bom tempo kk

                      • Corre um video por aí...

                        Onde que um cara está na fila de supermercado esperando a vez dele, aí a criança que está atrás com a mãe e ele com carrinho e fica batendo o carrinho na perna dele... e ele olha para trás e questiona a mãe, provavelmente tenha falado nada, aí o rapaz que estava na fila pega uma caixa que estava o carrinho do menino que não parava de ficar quieto toma um banho de leite de 1 litro e começa a chorar, a mãe pega o filho no colo e vai embora do supermercado.

                        Lição: Ensine a criança para que o mundo não dê a lição da pior maneira que poderia aprender.

                          • Melhorar não melhora, mas a zuera é garantida!

                            • Minha mãe dava uma 'piza' (surra, no nordeste) bem caprixada, com um cipó de algaróba molhado, pq era para castigar, ou exemplar;e não pra se mostrar. A véia cumpriu o papel dela de matriarca, e jamais foi incomodada pelo maldito Concelho Tulelar;Direito dos Mano;Globais mimimizentos;Maria do Rosário;jornais da Recó%uD83D%uDE08;e nenhum blogueiro bicha de meia tijela, e criou seus sete filhos sem q nenhum teha se suicidado por causa disso.
                              Tudocelular, escrevam sobre tecnologia q é melhor %uD83D%uDC4D%uD83C%uDFFB

                              • Não sou contra a correção dos filhos por meio de palmadas, quando o diálogo não funciona o castigo se faz necessário, inclusive, creio que isso seja um dos fatores que ajudam a formação do caráter da criança. Mas humilhação? Sério que tem 'pais' que creem que humilhar o filho vai garantir respeito e correção do mesmo? Que povo doente desgraçado da cabeça.

                                  • O negócio é saber dialogar, claro que de vez em quando é preciso dá umas palmadinha, mas sempre o diálogo vai ser mais efetivo

                                      • Tenho uma sobrinha de 7 anos, toda vez que ela anda com a mãe dela de bicicleta e quando cai, a mãe vai lá pra ver o que aconteceu e ela chora... já comigo, caiu no chão só digo: Pode chorar que não ligo... Aí ela não chora... e chego perto dela e pergunto se quebrou alguma coisa e ela vai segurando o choro e segue em frente na pedalada.

                                        • Precisava de estudo para isso? Kkk

                                            Android

                                            Melhores smartphones: TOP 10 do TudoCelular para você | Abril 2019

                                            Especiais

                                            Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

                                            Android

                                            TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

                                            Android

                                            TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular