LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

"Homem Pateta" é investigado por induzir suicídio a menores no Facebook | Detetive TudoCelular

25 de junho de 2020 7

Nesta semana, um novo perigo foi revelado e pode ameaçar vários menores de idade no Facebook. Vários perfis foram criados por seres apelidados como “Homem Pateta” – devido à montagem se remeter ao personagem da Disney – e estariam induzindo a suicídio de crianças e adolescentes.

O Detetive TudoCelular reuniu informações sobre o caso e foi checar as leis da rede social para entender as violações dos termos legais que essa prática, além de entrar em contato com o próprio Facebook para saber as medidas de enfrentamento ao problema. Confira os detalhes a seguir:

Alerta da polícia

A Polícia Civil de Santa Catarina – em conjunto com o Tribunal de Justiça do estado – emitiram um alerta sobre o conteúdo consumido pelos filhos menores de idade na rede social. O órgão também solicitou que os pais se atentem para mudanças de comportamento.

De acordo com o relato da delegada Fernanda Lima em um vídeo no Instagram, há perfis perigosos, os quais se aproximam de crianças e adolescentes com mensagens perturbadoras, com conteúdo de terror e que desperta medo nesse público. Em casos avançados, poderiam até induzir esses garotos a cometerem suicídio.

“Este perfil faz o desafio para que o interessado envie uma mensagem privada e, em resposta, passa a enviar vídeos, textos, áudios e até a fazer ligação por vídeo ao vivo. Essas mensagens causam desconforto, medo, terror e podem até induzir ao suicídio.”


Fernanda Lima

Delegada da Polícia Civil de Santa Catarina

Perfis com esta imagem ou semelhantes representariam perigo para crianças e adolescentes nas redes sociais | Imagem: Reprodução

Perfis em espanhol e em português

Essas contas são encontradas sob o codinome “Jonatan Galindo”. Ao fazer uma busca rápida no Facebook, é possível encontrar vários perfis situados em diferentes localizações. Desde 2017, os perfis têm sido apurados na Europa, com publicações em espanhol.

No entanto, apesar de não haver casos confirmados de atuação no Brasil, a rede social já mostra algumas pessoas com lugares no Brasil, como mostra a captura de tela abaixo, na qual um dos perfis insere local como o estado do Amazonas.

Já há conta em português do "Homem Pateta" | Imagem: Rafael Barbosa

Este não é o primeiro caso

Situações do tipo não são novidades, muito menos o “Homem Pateta” é o primeiro a aparecer nas redes sociais. Em 2017, uma rede social russa iniciou o chamado “desafio da baleia azul”. Essa ameaça ficou vinculada a uma onda de suicídios de crianças e adolescentes, devido ao perigo em que eram expostos.

No ano seguinte, começou a circular na internet um suposto trote que utilizava uma imagem criada por uma japonesa e subvertida como a personagem “Momo”, a qual passaria desafios também perigosos a quem iniciasse uma conversa com determinado número de telefone no WhatsApp.

No começo de 2019, algumas Fake News indicavam que vídeos foram publicados no YouTube Kids com essa “Momo” e instruções de suicídio. Mas a existência das postagens foi negada pela própria plataforma do Google.

Violações às políticas do Facebook

Este espaço acessou os termos de Padrões da Comunidade do Facebook para entender em quais violações o “Homem Pateta” se encaixaria. Ao todo, dois pontos são os que mais chamam a atenção.

Um deles está no item 6 da Parte II – Segurança. A mídia social deixa claro que removerá todo o conteúdo que incentivar práticas de suicídio e automutilação – ou seja, agressão intencional e direta ao próprio corpo.

“Em um esforço para promover um ambiente seguro no Facebook, removemos conteúdo que incentive o suicídio ou a automutilação, inclusive imagens explícitas e representações em tempo real que especialistas afirmam poder levar outros a praticar atos semelhantes.”

O segundo é o item 17 da Parte IV – Integridade e autenticidade. Neste trecho, o Facebook estabelece que as pessoas utilizem nomes reais e não podem ter comportamentos proibidos, como falsificar a identidade, manter várias contas, criar perfis não autênticos, fingir ser outra pessoa ou publicar imagens que podem enganar o público sobre a origem do conteúdo.

“A autenticidade é o pilar de nossa comunidade. Acreditamos que as pessoas se responsabilizam mais pelo que dizem e fazem quando usam identidades genuínas. É por isso que exigimos que as pessoas se conectem ao Facebook com o nome real. Nossas políticas de autenticidade têm a intenção de criar um ambiente seguro em que as pessoas possam confiar e se responsabilizar mutuamente.”

Dados os textos presentes nas políticas do Facebook, já há motivos suficientes para uma punição às contas com o codinome “Jonatan Galindo”, visto que supostamente têm incentivado o suicídio e – pela quantidade de perfis – podem se caracterizar como falsos.

Como se prevenir?

Uma dica importante é acessar o “Portal dos Pais”, dentro da “Central de Segurança” do Facebook (neste link). Na página, as mães e os pais poderão encontrar dicas para proporcionar uma navegação mais segura aos filhos.

Outra recomendação é realizar denúncias de suspeitos na rede social. Dentro da conta, você poderá acessar o ícone com três pontos e ir na opção “Obter apoio ou denunciar perfil”, para incentivar ações da plataforma contra o “Homem Pateta” ou qualquer outro que tenha condutas indevidas.

O Facebook permite realizar denúncias contra contas suspeitas | Imagem: Rafael Barbosa
Facebook investiga caso

O TudoCelular entrou em contato com a assessoria do Facebook no Brasil, para saber quais medidas têm sido tomadas para manter a segurança dos seus usuários. Em resposta a esta coluna, a rede social afirmou que tem realizado as investigações para entender o que seria o “Homem Pateta” e tomar as devidas providências.

Qualquer outra informação nova sobre o caso ou em relação a ações da rede social, este espaço será atualizado.

Qual é a sua avaliação sobre o caso do “Homem Pateta” na rede social de Mark Zuckerberg? Participe conosco!


7

Comentários

"Homem Pateta" é investigado por induzir suicídio a menores no Facebook | Detetive TudoCelular
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 63.174 mortes em 1.539.081 casos confirmados | Relatório diário

Google

Nearby Share: "AirDrop do Google" começa a chegar aos usuários Android em versão beta

Apple

Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Junho 2020