LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Redmi Note 9 Pro vs Note 8 Pro: sucessor é melhor, mas vale R$ 1 mil a mais? | Comparativo

30 de julho de 2020 20

O Redmi Note 8 Pro é um dos intermediários mais queridinhos dos brasileiros por entregar um bom conjunto com preço justo. Sem falar que ele é uma ótima opção para jogos e entrega fluidez superior a celulares mais caros metidos a flagship. Xiaomi tem a missão de repetir os mesmos acertos com o Note 9 Pro. Será que conseguiu? Qual dos dois é uma melhor compra? É isso que vamos descobrir.

Índice do comparativo

Design

Os dois são bastante diferentes seja de frente ou de costas. O Redmi Note 8 Pro tem entalhe convencional e suas câmeras ficam alinhadas verticalmente na traseira, enquanto seu sucessor traz entalhe em formato de furo e câmeras organizadas em bloco saltado.

O novo está maior e mais pesado devido ao aumento de tela. Porém, mesmo com o ganho de bateria ele não ficou mais gordinho. O acabamento segue o mesmo de antes com laterais de plástico e traseira em vidro.

76.68 x 165.75 x 8.8 mm
6.67 polegadas - 2400x1080 px
76.4 x 161.35 x 8.79 mm
6.53 polegadas - 2340x1080 px
Ir para página de comparação

A posição do leitor biométrico mudou, saindo da traseira e indo para a lateral direita. Aqui a preferência vai de cada um e da forma como você segura o celular, já que a velocidade e precisão no reconhecimento da digital é similar.

Se o tamanho não importa e você busca o mais completo então tanto faz qual for escolher. Ambos oferecem mesma versão do Wi-Fi e Bluetooth, e trazem entrada para fones de ouvido e emissor de infravermelho, além de NFC.

Redmi Note 8 Pro leva o primeiro ponto por ser mais ergonômico.

Multimídia e software

Tela e som


A tela cresceu e ganhou alguns pixels a mais, mas a resolução é praticamente a mesma Full HD+ de antes. Xiaomi ainda foge de telas AMOLED na linha Redmi e aqui você tem um painel IPS LCD com bom nível de brilho em ambos. O contraste é similar, assim como o ângulo de visão. Há suporte a HDR para vídeos no YouTube, porém mais limitado com Netflix e outros serviços de streaming. Já a calibração de cores tende para tons mais frios nos dois, especialmente no Note 8 que tem branco mais azulado. Você pode reduzir este problema nas configurações.

A tela não teve evolução e na parte sonora? Xiaomi ainda continua se negando a aderir a som estéreo em seus intermediários. Temos apenas uma saída de som na parte inferior com potência um pouco maior no Redmi Note 9 Pro. A qualidade sonora também está melhor no novo modelo, apesar de nenhum entregar um áudio bem balanceado.

Cada um ganha um ponto em tela e o Note 9 leva um extra em som.

Software


O Redmi Note 8 chegou com Android 9 Pie e já foi atualizado para o Android 10 com MIUI 11, mesma combinação presente de fábrica no Note 9 Pro. Os dois entregam mesmos recursos: incluindo modo noturno, app para usar o celular como controle remoto e o Game Turbo que permite ajustar os jogos para uma melhor experiência.

A interface flui bem em ambos e podemos esperar que o Redmi Note 9 Pro seja atualizado para o Android 11, enquanto o Note 8 Pro deve morrer no Android 10, mas ainda vai receber atualizações da MIUI.

Damos ponto ao Redmi Note 9 Pro na parte de software.

Desempenho

Quanto menor o tempo, melhor

Xiaomi trocou o Helio G90T pelo Snapdragon 720G e manteve a quantidade de RAM na versão mais barata. Em nosso teste de velocidade tivemos desempenho similar. Isso pode até te deixar decepcionado, mas o hardware da Qualcomm tem suas vantagens.

Em benchmarks temos um bom salto nas pontuações chegando a uma diferença de até 20% no AnTuTu. Em jogos também vemos fluidez superior no Note 9 Pro, especialmente com o Asphalt 9 e PUBG rodando a estáveis 60 fps.

Em desempenho damos ponto ao Redmi Note 9 Pro.

Bateria

Quanto maior o tempo, melhor (exceto recarga)

A bateria cresceu 520 mAh e isso garantiu algumas horas extras de autonomia. Isso quer dizer que quando o Note 8 Pro descarregar, o Note 9 Pro ainda terá mais de 20% de carga sobrando, o que dá maior folga para dois dias de autonomia tranquilamente.

Outro avanço está no novo carregador da Xiaomi que entrega quase o dobro da potência e fez o tempo de recarga cair em quase 50 minutos.

Por ter melhor bateria e recarregar mais rápido damos ponto duplo ao Note 9 Pro.

Câmeras

Há quatro câmeras nos dois com conjunto de sensores e lentes bastante parecidos. A única diferença é que a macro teve aumento na resolução. Você poderia esperar qualidade similar para fotos, mas a verdade é que o hardware da Qualcomm faz um melhor processamento das imagens.

O Note 9 Pro registra ótimas fotos, sendo muito melhor do que vimos no seu antecessor. Há muitos detalhes dos cenários, as cores estão próximas da realidade e o balanço dinâmico acertado evita ter que se preocupar em usar HDR.

A grande-angular também está melhor do que antes, mas ainda sofre em locais mais escuros. A macro não apenas captura imagens mais detalhadas como também tem melhor nitidez graças ao foco automático, permitindo chegar até mais perto do que é possível com o Note 8 Pro.

Ponto para o Redmi Note 9 Pro por ser melhor para fotos.

Fotos tiradas com o Redmi Note 9 Pro

Já com a câmera frontal não tivemos um avanço considerável. Xiaomi reduziu a resolução e até a abertura focal, o que comprometeu a qualidade. Porém, como o hardware da Qualcomm faz um melhor pós-processamento, temos selfies um pouco melhores, especialmente em locais mais escuros. Já o modo retrato peca por desativar o HDR no Note 9 Pro, o que deixa o fundo das fotos estourado.

Damos um ponto a cada em selfies.

Fotos tiradas com o Redmi Note 8 Pro

Em vídeos temos resolução 4K com a principal e Full HD com a ultra-wide e frontal em ambos. Mais uma vez o Snapdragon faz diferença e temos vídeos mais limpos e com nitidez superior no Redmi Note 9 Pro. A diferença fica ainda maior à noite. Em termos de velocidade de foco e controle de tremidos temos resultados similares.

Ponto para a filmadora do Note 9 Pro.

Preço

Como visto, o Redmi Note 9 Pro é a melhor escolha, mas você terá que pagar caro por ele. A novidade da Xiaomi chegou ao Brasil por salgados R$ 4.199 e mesmo que você decida ir de importado terá que gastar quase R$ 1 mil a mais do que no Note 8 Pro.

Se busca apenas um bom intermediário com preço mais acessível, vai acabar preferindo economizar com o Note 8 Pro.

E com isso encerramos o comparativo com o último ponto para o modelo mais antigo.

8.6 Hardware
8.6 Custo Benefício

Redmi Note 8 Pro

Comparar Aviso de preço
8.4 Hardware
6.5 Custo Benefício

Redmi Note 9 Pro

Comparar Aviso de preço

Conclusão

O Redmi Note 8 Pro é um celular bacana, mas o seu sucessor mostrou um bom avanço em muitos pontos. Ele tem som mais potente, apresenta melhor desempenho em jogos, bateria dura mais e recarrega mais rápido, além de um grande avanço em câmeras para fotos e vídeos. O problema é o preço que terá que pagar por todas essas melhorias. Vale a pena? Se você busca um celular mais redondinho e que seja bom em tudo, ele será uma melhor escolha.

Já se não liga tanto para câmera, talvez valha mais a pena economizar uma boa grana e escolher o Note 8 Pro que ainda é uma boa opção de intermediário.

RESULTADO

Redmi Note 9 Pro: 9 PONTOS

  • Boa tela IPS LCD
  • Som mais potente
  • Software mais atual
  • Desempenho superior em jogos
  • Maior autonomia de bateria
  • Menor tempo de recarga
  • Melhor experiência fotográfica
  • Boa câmera para selfies
  • Filmadora superior

Redmi Note 8 Pro: 4 PONTOS

  • Melhor ergonomia
  • Boa tela IPS LCD
  • Melhor modo retrato em selfies
  • Menor preço
(atualizado em 12 de agosto de 2020, às 15:16)

20

Comentários

Redmi Note 9 Pro vs Note 8 Pro: sucessor é melhor, mas vale R$ 1 mil a mais? | Comparativo

Moto G8 Power Lite vs Galaxy A30s: uma comparação com pouco sentido | Comparativo

Galaxy A30s vs Galaxy A31: e agora, as mudanças são para valer? | Comparativo

Galaxy A50 vs Moto G8 Plus: você ficaria com atualização ou bateria? | Comparativo

MIUI, OneUI, EMUI: as diferenças entre as interfaces Android | TudoCelular Entenda