LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Exynos 2100 vs Snapdragon 888: novos testes reforçam vantagem da Qualcomm

10 de fevereiro de 2021 40

Com a chegada da família Galaxy S21, agora também disponível no Brasil, um dos assuntos mais falados segue sendo o mesmo de gerações passadas: as diferenças de performance entre o Exynos 2100, presente na versão brasileira e global, e o Snapdragon 888, utilizado na variante norte-americana e sul-coreana. Com o abandono dos núcleos customizados em favor do poderoso ARM Cortex-X1, a expectativa era de que o chip da Samsung pudesse se equiparar ou mesmo superar a solução da Qualcomm mas, como vimos em inúmeros testes, a situação é mais complicada do que parece.

Apesar dos clocks mais altos e dos resultados superiores em alguns benchmarks, o Exynos 2100 segue sofrendo com o maior ponto fraco da família Exynos de alto desempenho: performance em cargas de trabalho prolongadas. Sob estresse, o processador sul-coreano sofre bem mais que o Snapdragon, perdendo margens maiores de performance em menos tempo, o que curiosamente tem um efeito positivo na bateria.

Para dar uma nova chance ao chipset da Samsung, o site Anandtech o colocou mais uma vez para enfrentar o processador da Qualcomm em uma extensa lista de testes. A publicação também traz detalhes mais técnicos das especificações de cada chip, comparando-os de maneira mais meticulosa.

Tanto Snapdragon 888 quanto Exynos 2100 são fabricados no processo 5LPE de 5nm da Samsung, equivalente ao processo de 7nm N7P da TSMC, e compartilham da mesma configuração de núcleos: 1 núcleo prime Cortex-X1, dois núcleos de alto desempenho Cortex-A78 e quatro núcleos de baixo consumo Cortex-A55.

Mesmo que tenha mostrado evolução em relação ao Exynos 990, o Exynos 2100 ainda sofre com o aquecimento e perde mais desempenho que o Snapdragon 888 sob estresse.

As diferenças começam nos clocks: 2,91GHz (prime) + 2,81GHz (alto desempenho) + 2,2GHz (baixo consumo) no Exynos, contra 2,84GHz + 2,42GHz + 1,8GHz no Snapdragon. Em contrapartida, o processador da Qualcomm tem mais cache, fornecendo 1MB de cache L2 para o Cortex-X1 e 128KB de cache L2 para os Cortex-A55, contra 512KB e 64KB, respectivamente, do chip da Samsung.

Na prática, temos os mesmos resultados vistos anteriormente. O Snapdragon 888 consegue apresentar performance superior na maioria dos testes, ao mesmo tempo em que consome menos energia. Novamente, em cargas de trabalho prolongadas, o Exynos 2100 perde performance em maior grau e antes do Snapdragon, aumentando a diferença entre os dois.

Na GPU, a história é a mesma. Ainda que a Mali-G78 traga os 40% de ganhos em performance em relação à Mali-G77 do Exynos 990 prometidos pela Samsung, a GPU do chipset sul-coreano só consegue atingir nível de performance similar ao da Adreno 650 do Snapdragon 865 Plus, seguindo atrás da Adreno 660 do Snapdragon 888 por uma boa margem.

A situação é semelhante em GPU, com a Mali-G78 ganhando 40% de performance em relação à Mali-G77, mas passando longe da Adreno 660 do Snapdragon 888.

Segundo os testes do Anandtech, o Exynos 2100 consome de 18% a 35% mais energia que o Snapdragon 888, o que também afetou a performance do aparelho com o chip da Samsung nos testes de bateria. Usando o benchmark PCMark Work 2.0, o portal concluiu que a diferença em autonomia é grande, e chega a ser pior que a do Galaxy S20 Ultra com Exynos 990, ainda que esse resultado em específico possa ser uma anomalia.

Em resumo, o Exynos 2100 é uma evolução clara quando comparado ao seu antecessor, trazendo desempenho 27% superior em CPU e 40% maior em GPU, o suficiente para justificar sua implementação nos mercados em que é vendido, ainda que a queda de performance em cargas de trabalho prolongadas persista. Ainda assim, não foi desta vez que o Exynos conseguiu deixar o Snapdragon para trás. O jeito agora é aguardar pela próxima geração, que trará a aguardada GPU AMD Radeon.

Veja mais


40

Comentários

Exynos 2100 vs Snapdragon 888: novos testes reforçam vantagem da Qualcomm
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas