LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Moto G8 Power: tela Full HD sacrifica tempo precioso de autonomia | Teste de bateria oficial

25 de março de 2020 138

O Moto G7 Power segue até os dias de hoje como rei de nosso ranking de autonomia no TudoCelular.com, conseguindo aguentar nosso teste prático de bateria por inacreditáveis 29 horas e 08 minutos. De acordo com a Motorola, o Moto G8 Power só foi lançado quando se teve a certeza de que a autonomia seria capaz de superar a de seu antecessor, e chegou a hora de descobrir se isso se confirma.

Vale notar que temos mudanças importantes de uma geração para a outra, incluindo tela maior com mais resolução, plataforma mais potente, mais RAM e armazenamento interno (na versão base), e um conjunto de câmeras muito mais versátil, mostrando que em 2020 a Motorola decidiu colocá-lo em um novo patamar, ficando entre o Moto G8 "normal" e a variante Plus. Com isso, os usuários provavelmente exigirão ainda mais do aparelho, o que consequentemente demanda mais energia.

Mais Notícias

Nosso teste de bateria inclui a execução de vários apps, jogos e serviços populares em ciclos cronometrados até que a bateria se esgote por completo, sendo dado um período em standby entre os ciclos para que possamos acompanhar o consumo em segundo plano. Além disso, brilho da tela e conexões de rede são padronizados, garantindo que tenhamos uma forma de comparar o desempenho dos dispositivos da maneira mais coerente possível.

Resultados

Após dois dias de testes com o Moto G8 Power, chegamos aos seguintes resultados:

  • Foram necessárias 25 horas e 52 minutos para o dispositivo desligar;
  • A tela permaneceu ligada por 13 horas e 33 minutos no período;
  • Realizamos 18 ciclos completos de testes, incluindo:
    • 108 minutos de navegação no Chrome;
    • 540 minutos de WhatsApp, Spotify, PowerAmp, MX Player e YouTube (108 minutos cada);
    • 108 minutos de jogos (Pokémon Go, Subway Surfers, Candy Crush, Injustice, Modern Combat 5 e Asphalt 8);
    • 108 minutos de Facebook, Gmail e Google Maps (36 minutos cada);
    • 72 minutos de chamadas de voz via 3G/4G;
  • O app que mais consumiu foi o YouTube;
  • O app que menos consumiu foi o Modern Combat 5;
  • A temperatura ficou entre 25° e 32°C;
  • O consumo em standby foi de aproximadamente 1% por hora;
  • O aparelho precisou de 2 hora e 31 minutos para ter a bateria totalmente recarregada usando o carregador padrão de 18W que vem na caixa.
Conclusão

O Moto G8 Power não conseguiu cumprir a promessa de superar seu antecessor em autonomia, mas de forma alguma sua autonomia deixará mesmo os usuários mais intensos na mão. Com 18 ciclos completos e quase 26 horas de tempo total de uso, o aparelho está dentro do top 10 de melhores modelos em autonomia que já passaram pelo TudoCelular.com, ficando próximo ao que conseguiu o Galaxy M30 que tem os mesmos 5.000mAh e tela Full HD, mas de tecnologia Super AMOLED.

Não é possível apontarmos um culpado para o "fracasso" do aparelho, mas certamente o painel de maior resolução acabou pesando, já que modelos como One Macro e Moto G8 Play conseguiram uma marca apenas um pouco inferior com 1.000mAh de capacidade a menos, enquanto o Moto G8 Plus ficou bem atrás.

Podemos cravar então que a linha Moto G Power segue como uma das melhores opções quando se fala em autonomia, podendo o Moto G8 Power não ser "o rei" mas certamente merecendo ser considerado por quem precisa passar o dia inteiro longe de casa e não quer de forma alguma ficar na mão.

E você, o que achou da autonomia do Moto G8 Power? Acha que poderia ter sido melhor? Não esqueça de comentar abaixo!

Transmissão encerrada!

24/3/2020 - 17.34

Nosso teste de bateria em tempo real com o Moto G8 Power fica por aqui. Em breve atualizaremos a pauta com um resumo dos resultados alcançados e nossa conclusão sobre a autonomia do aparelho.

24/3/2020 - 17.33

O app que mais consumiu foi o YouTube, ficando o Modern Combat 5 ao final da lista.

24/3/2020 - 17.33

Foram 25 horas e 52 minutos de uso até que o Moto G8 Power desligasse, com 13 horas e 33 minutos de tela ativa no período.

24/3/2020 - 17.32
24/3/2020 - 17.29

Vamos ligar novamente o aparelho para registrar essa reta final de consumo.

24/3/2020 - 17.28

O Moto G8 Power acaba de desligar.

24/3/2020 - 17.04

Começamos o ciclo 19 ainda com 2% de carga. Veremos até onde o Moto G8 Plus vai.

24/3/2020 - 16.47

Ainda temos energia para mais um tempo em standby e para começar o ciclo 19.

24/3/2020 - 16.46

Temos ainda 2% de carga com o término do ciclo 18. 

24/3/2020 - 15.39

Hora da verdade, vamos ao ciclo 18 ainda com 7% de carga..

24/3/2020 - 15.15

Faremos mais uma pausa antes do ciclo 18.

24/3/2020 - 15.14

De qualquer forma, ficaremos acima das 24 horas de uso com o aparelho, o que deve ser suficiente para dois dias inteiro de uso moderado.

24/3/2020 - 15.14

Não conseguiremos chegar às 29 horas de uso do Moto G7 Power, e pelo visto também ficaremos um pouco abaixo das 26 horas alcançadas pelo Galaxy M30.

24/3/2020 - 15.12

Devemos ter bateria suficiente para mais um ciclo inteiro, ao menos.

24/3/2020 - 15.12

Temos ainda 7% de carga restando no Moto G8 Power depois de 17 ciclos. 

24/3/2020 - 14.16

Vamos para o ciclo 17 ainda com 13% de carga.

24/3/2020 - 13.52

Daremos mais uma pausa antes do ciclo 17.

24/3/2020 - 13.50

São quase 12 horas de tela em mais de 22 horas de teste.

24/3/2020 - 13.50

Chegamos perto da reta final, com 13% de carga restando no G8 Power após 16 ciclos completos.  

24/3/2020 - 12.51

Hora do ciclo 16, com ainda 19% de carga restando.

24/3/2020 - 12.28

Deixaremos o aparelho descansar mais uns minutos antes de prosseguir com o ciclo 16.

24/3/2020 - 12.27

Seguindo no atual ritmo, ficaremos com 18 ciclos completos no aparelho, um pouco atrás dos 20 ciclos do Moto G7 Power. Ainda assim, é capaz do G8 Power conseguir ao menos ultrapassar o Galaxy M30, adentrando o top 3 de modelos modernos com melhor autonomia.

24/3/2020 - 12.26

O ciclo 15 nos deixou com 19% de carga. 

24/3/2020 - 11.24

Vamos para o ciclo 15 com 25% de carga.

24/3/2020 - 10.54

Hora de mais um intervalo antes do ciclo 15.

24/3/2020 - 10.53

Consumo tem ficado na casa de 6% por ciclo nessa reta final, o que afasta cada vez mais o Moto G8 Power da marca de seu antecessor.

24/3/2020 - 09.58

Vamos agora para o ciclo 14, com ainda 32% de carga.

24/3/2020 - 09.30

Faremos mais uma pausa antes do ciclo 14.

24/3/2020 - 09.30

São quase 10 horas de tela ativa até aqui, em quase 18 horas de teste.

24/3/2020 - 09.28

Ficamos com 32% após o término do ciclo 13. 

24/3/2020 - 08.31

Vamos para o ciclo 13 com 38% de carga.

24/3/2020 - 08.04

Daremos mais uma pausa e já voltamos com o ciclo 13.

24/3/2020 - 08.04

Como sempre, o GSam foi zerado quando o aparelho desligou, então teremos que acompanhar o consumo também pelo app nativo do sistema.

24/3/2020 - 08.03

Temos agora 39% de carga no Moto G8 Power, com 12 ciclos concluídos. 

24/3/2020 - 07.07

Estamos por aqui para continuar o teste com o Moto G8 Power, e já vamos direto para o ciclo 12.

23/3/2020 - 22.28

O aparelho segue com 44% de carga. Vamos desligá-lo e retomamos o teste amanhã às 7 horas. Boa noite.

23/3/2020 - 22.01

São 15 horas de teste até aqui, com quase 8 horas de tela ativa no período. Já seria autonomia suficiente para boa parte dos usuários, e ainda temos quase metade da carga restando.

23/3/2020 - 22.01

Ficamos com 44% de carga ao final do ciclo 11. 

23/3/2020 - 21.02

Hora do ciclo 11, com 49% de carga.

23/3/2020 - 20.44

Vamos para mais uma pausa antes do ciclo 11.

23/3/2020 - 20.44

Nessa média ficaremos entre 19 e 20 ciclos completos, sendo 20 justamente o número de ciclos concluídos pelo Moto G7 Power.

23/3/2020 - 20.43

Finalmente chegamos à metade da carga do Moto G8 Power, com 10 ciclos concluídos. 

23/3/2020 - 19.38

Vamos para o décimo ciclo com 54% de carga.

23/3/2020 - 19.13

Faremos mais uma pausa rápida antes do décimo ciclo.

23/3/2020 - 19.13

O Moto G7 Power tinha 57% de carga ao final do nono ciclo, enquanto o Galaxy M30 tinha os mesmos 55%, o que indica que o G8 Power não será capaz de ultrapassar ou mesmo igualar a marca de seu antecessor.

23/3/2020 - 19.11

O nono ciclo nos deixou com 55% de carga no G8 Power. 

23/3/2020 - 18.14

Hora do nono ciclo, agora com 60% de carga.

23/3/2020 - 17.47

Vamos para mais um intervalo rápido e já voltamos com o nono ciclo com o Moto G8 Power.

23/3/2020 - 17.46

Consumo aumentou nesses últimos ciclos, já ficando em uma média menos favorável para quem pretendia bater a marca do Moto G7 Power. 

23/3/2020 - 16.24

Faremos mais uma pausa antes do oitavo ciclo.

23/3/2020 - 16.24

O YouTube segue como app que mais consumiu.

O Motorola Moto G8 Power está disponível na Eletrum por R$ 1.114 e na Carrefour por R$ 1.199. Para ver as outras 25 ofertas clique aqui.
(atualizado em 07 de abril de 2020, às 14:56)

138

Comentários

Moto G8 Power: tela Full HD sacrifica tempo precioso de autonomia | Teste de bateria oficial
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 553 mortes em 12.056 casos confirmados | Relatório diário da Covid-19

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Abril 2020

Economia e mercado

Coronavírus: como diferenciar doenças como resfriados, rinite e mais da COVID-19

Android

Top 10! Melhor aplicativo ou canal de saúde para se exercitar em casa | Guia do TudoCelular