LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Motorola conclui investigação sobre Moto G7 Power que explodiu em bolso de adolescente

12 de setembro de 2019 169

Atualização (12/09/19) – RB

A Motorola encerrou a investigação a respeito da causa que teria levado uma unidade do Moto G7 Power a pegar fogo em bolso de adolescente, no Paraná, há aproximadamente um mês. A empresa enviou um comunicado ao TudoCelular para explicar o que houve.

De acordo com a companhia, o motivo do incidente foi a tentativa de retirada da tampa traseira não-removível. A bateria teria sofrido danos devido à utilização de uma ferramenta pontiaguda. Com a constatação do mau uso, a garantia do usuário foi perdida.

Confira o comunicado da Motorola – com as devidas explicações – na íntegra:

“A Motorola informa que concluiu a análise técnica do Moto G7 Power da consumidora Lorena Loiola, utilizado por seu filho de 14 anos. A avaliação revelou que houve tentativa de retirada da tampa não removível localizada na parte traseira do smartphone. Ao utilizar algum tipo de ferramenta pontiaguda, a bateria foi danificada, causando a carbonização. O dano físico pode ser visto claramente nas imagens do aparelho e no resultado do raio-x, conforme indicado no laudo. Com isso, foi constatado mau uso por parte do consumidor e a consecutiva perda de garantia.


A Motorola reforça que tem como sua principal prioridade a segurança dos seus consumidores e que todos os seus produtos são cuidadosamente projetados e fabricados com os mais altos padrões de excelência em qualidade, sendo submetidos aos testes rigorosos para oferecer ótimo desempenho para o consumidor. A companhia pede aos seus usuários que leiam e sigam os termos de uso contidos no manual do usuário e que eles apenas usem acessórios e equipamentos projetados, fabricados e/ou aprovados pela marca.”

O TudoCelular também teve acesso ao laudo, com fotos da análise do aparelho. O documento afirma que não há sinais de geração do calor pelo próprio telefone, além da falta de evidência de carbonização na placa principal ou de qualquer componente queimado.

Na terceira imagem da galeria abaixo – à esquerda, na segunda página –, é possível identificar onde os danos ao produto foram iniciados. Veja a seguir:

Esporadicamente, ocorrem casos de celulares que pegam fogo e muitas vezes até deixam em risco o seu usuário. Um desses sustos ocorreu nesta semana, em Curitiba, no Paraná. Um Moto G7 Power explodiu no bolso de um estudante de 14 anos, durante aula de Educação Física.

Kayke estava com uma unidade do aparelho – comprada em março por R$ 1.399, como conta a sua mãe ao site RIC Mais – enquanto praticava a atividade. Em torno das 10h da manhã, quando a temperatura da cidade estava entre 7°C e 11°C, amigos do adolescente notaram que fumaça saía do seu bolso e o alertaram.

A princípio, o jovem pensou ser uma brincadeira e apenas percebeu o que ocorria sentiu esquentar a região onde o dispositivo estava guardado. No desespero, tentou retirá-lo do local, mas não conseguiu.

A saída foi tirar a calça, ficar somente de cueca no meio da aula e, assim, conseguir arrancar o celular do bolso – já derretido – e o arremessar já em chamas para longe. Foi necessário um extintor para conter o fogo. Felizmente, ninguém saiu ferido.

Imagem: Reprodução - RIC Mais

Pais e crianças teriam ficado apavorados com o ocorrido, devido ao enorme risco de causar uma situação ainda mais grave.

A mãe de Kayke, Lorena Loiola, chegou a comunicar a ouvidoria da Motorola na quinta-feira (15). Ela foi avisada que retornariam na sexta-feira (16) – algo que ainda não tinha acontecido ao fim da manhã de ontem, conforme informou o RIC Mais.

O que você achou do incidente acontecido com o adolescente no Paraná? Participe conosco no espaço abaixo.

ATUALIZAÇÃO 19/08/19: A Motorola emitiu um comunicado para ressaltar que projeta e fabrica seus produtos de forma cuidadosa e já está em contato com o cliente, para analisar e entender o ocorrido. A empresa também recomenda a leitura dos termos de uso no manual, para utilizar somente acessórios e equipamentos da marca - ou autorizados por ela. Leia na íntegra:

"A Motorola tem como sua principal prioridade a segurança dos seus consumidores. A empresa reforça que todos os seus produtos são cuidadosamente projetados e fabricados com os mais altos padrões de excelência em qualidade, sendo submetidos aos testes rigorosos para oferecer ótimo desempenho para o consumidor.


A empresa entrou em contato com o cliente solicitando o produto para que sejam realizadas todas as análises técnicas e entendimento do ocorrido. Até o momento, o consumidor ainda não encaminhou o aparelho e qualquer tipo de diagnóstico será prematuro.


Pedimos aos nossos usuários que leiam e sigam os termos de uso contidos no manual do usuário e que eles apenas usem acessórios e equipamentos projetados, fabricados e/ou aprovados pela Motorola."

O Motorola Moto G7 Power está disponível na Americanas por R$ 799. O custo-benefício é bom. Existem 44 modelos melhores. Para ver as outras 63 ofertas clique aqui.
(atualizado em 15 de setembro de 2019, às 18:46)

169

Comentários

Motorola conclui investigação sobre Moto G7 Power que explodiu em bolso de adolescente
Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Agosto 2019

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular