LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: vacina russa Sputinik V tem mais de 90% de eficácia em estudos preliminares

02 de fevereiro de 2021 11

A vacina Sputinik V foi um dos imunizantes com o desenvolvimento mais rápido até o momento. Em dezembro, a Rússia afirmou que ela protegeu 100% dos usuários de casos graves e agora um estudo preliminar publicado na The Lancet confirma isso com uma eficácia de mais de 90% em casos comuns do coronavírus.

O estudo preliminar nos resultados da terceira fase de testes apontou que a eficácia geral ficou em 91,6%, já que contra casos graves esse índice foi de 100%, indicando que os vacinados somente desenvolvem a manifestação leve do coronavírus.

Os 19.866 participantes dos testes receberam duas doses com um intervalo de 21 dias entre cada uma. Desses, 14.964 receberam a vacina e 4.902, o placebo. Entre os vacinados, apenas 16 foram infectados, enquanto que o grupo de placebo teve 62 diagnosticados com coronavírus. O estudo continuará em andamento até atingir 40 mil participantes.


A eficácia entre idosos com mais de 60 anos foi um pouco maior: 91,8%. Além disso, foi mostrado que somente a primeira dose já foi capaz de proteger das manifestações mais graves da COVID-19, entretanto ainda são necessárias 2 doses para assegurar uma proteção eficaz.

Os efeitos colaterais registrados foram leves, a maioria deles relacionados à sintomas brandos de gripe, fraqueza e dor no local da injeção.

Estudos adicionais ainda estão sendo realizados para determinar a duração da proteção da vacina, comportamento dela em casos sintomáticos, uma vez que somente pacientes assintomáticos foram analisados por enquanto.

A Rússia afirma que pode entregar 10 milhões de doses do seu imunizante no primeiro semestre de 2021, mas está aguardando aprovação emergencial da Anvisa para iniciar os envios delas. Entretanto, é importante dizer que a agência somente permite distribuição de imunizantes previamente testados no Brasil.

Os testes devem ser realizados numa parceria com a União Química, que negocia com a Anvisa para início deles, que ainda não tem data para ocorrer, mas a empresa já enviou uma manifestação ao Supremo Tribunal Federal afirmando que tem capacidade para entregar 150 milhões de doses da Sputinik V até o fim deste ano.

Saiba mais


11

Comentários

Coronavírus: vacina russa Sputinik V tem mais de 90% de eficácia em estudos preliminares
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

Android

Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020