LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

MWC21: Samsung agenda evento e pode apresentar Wear OS do Galaxy Watch 4

09 de junho de 2021 16

Atualização (09/06/21) - JB

A Samsung já confirmou que os seus relógios inteligentes da linha Galaxy Watch 4 devem usar o Google Wear OS, sendo que o lançamento dos dispositivos acontecerá em agosto deste ano.

No entanto, por mais que a empresa tenha marcado presença na conferência do Google, pouco se sabe sobre a experiência proprietária que a sul-coreana oferecerá aos seus usuários. Contudo, isso pode mudar dentro dos próximos dias.

Isso porque a Samsung agendou uma apresentação apenas online para a MWC 2021 e a empresa menciona claramente em seu comunicado que deve falar sobre relógios. O evento acontecerá no dia 28 de junho.

[A Samsung está] reimaginando smartwatches, criando novas oportunidades para desenvolvedores e consumidores. — diz a empresa.
A Samsung agora colabora com o Google no desenvolvimento do Wear OS.

Com a apresentação oficial da Samsung, finalmente o público poderá conhecer detalhes mais aprofundados da experiência com o novo Wear OS. Isso porque a sul-coreana e o Google desenvolveram o software com a promessa de entregar 30% mais agilidade na abertura de aplicativos.

Além disso, as companhias também citaram na IO2021 autonomia aprimorada, aplicativos redesenhados e uma série de novos mostradores desenvolvidos pela Samsung.

A apresentação será a oportunidade da marca apresentar ao mundo as suas principais colaborações para o novo Wear OS. Claro que também teremos mais detalhes de outros produtos da empresa, incluindo novos dispositivos do ecossistema Galaxy.

Atualização (18/05/2021) - EB

Galaxy Watch 4 utilizará Wear OS, mas relógios atuais continuarão no Tizen com mais atualizações

Muito se especulou a respeito do Galaxy Watch 4 passar a utilizar o Wear OS, mas hoje temos algumas confirmações a respeito do sistema, que agora está sendo desenvolvido em conjunto com a Samsung. O foco é que os relógios atuais da sul-coreana permanecerão com o Tizen, mas com atualizações garantidas por mais tempo.

A Samsung se pronunciou a respeito em uma nota:

Com a nova plataforma unificada, estamos desbloqueando um mundo inteiro de oportunidades para a comunidade de desenvolvedores. Com um ecossistema amplo e aberto, mais desenvolvedores e parceiros podem aplicar seus talentos para trabalhar conosco na evolução e redefinição da experiência do smartwatch.

Nossa esperança é que essa plataforma inicie a inovação em espaços como o Galaxy Watch Studio e inspire o desenvolvimento de terceiros, trazendo uma rede maior e melhor de aplicativos para beneficiar usuários do Galaxy em todo o mundo.

Dessa forma, futuros relógios Samsung Galaxy realmente utilizarão o Wear OS, mas os atuais ainda permanecerão com Tizen e serão atualizados por até 3 anos.

Para os clientes que já possuem os smartwatches Galaxy baseados no Tizen OS, continuamos a fornecer pelo menos três anos de suporte a software após o lançamento do produto.


Informações vindas do CNET ainda dizem que nem todos os aplicativos Samsung serão suportados pelo Wear OS, como é o caso do Health, que será substituído pelo Google Fit para monitoramento de exercícios físicos.

Dessa forma, o Galaxy Watch 3 terá atualizações pelo menos até agosto de 2023 e o Galaxy Watch Active 2 receberá updates até 2022. Já o Watch 3 original deve receber a sua última atualização em 2021.

A Samsung se prepara para apresentar em breve os novos Galaxy Watch 4 e Active 4. Por isso, diversos detalhes dos relógios inteligentes têm sido divulgados nos mais diversos canais de rumores e vazamentos.

A principal mudança dos dispositivos deste ano será a troca do Tizen pelo Google Wear OS. De acordo com o pessoal do SamMobile, fontes que trabalham com a Samsung confirmaram nesta semana essa alteração, sendo que a fabricante também deve surpreender ao apresentar uma One UI para relógios.

Assim como os smartphones da Samsung, os novos integrantes da linha Galaxy Watch 4 devem ser anunciados executando o Wear OS por baixo da interface da marca desenvolvida para relógios.

Isso deve fazer a empresa entregar design uniforme — parecido com o do Tizen — e recursos extras, como um modo para controle de dispositivos inteligentes e walkie-talkie.


Por enquanto, ainda não há uma data exata para lançamento dos novos relógios Galaxy Watch 4. De toda forma, a Samsung deve apresentar até três variantes: o modelo comum tem o codinome Wise, que deve adotar design clássico com anel giratório.

Já os dispositivos conhecidos como Fresh e Lucky fazem parte da linha Active. Assim, teremos design esportivo e construção que favorece o uso em atividades físicas. Até o momento, a Samsung permanece em silêncio sobre o assunto.

Atualização (13/05/2021) — BB

Galaxy Watch 4 e Active 4 tem possíveis tamanhos e mais detalhes revelados

O Galaxy Watch 4 e Galaxy Watch Active 4 acabam de ter mais alguns supostos detalhes revelados pelo leaker @FrontTron no Twitter. O tipster revelou os supostos tamanhos de quatro modelos das séries, que foram vistos em um documento de dados de uma operadora coreana.

Segundo as informações fornecidas por Tron, cada modelo chegará com dois tamanhos diferentes. Na lista, ainda é possível ver que a operadora registrou as versões bloqueadas e desbloqueadas de cada variante.

De acordo com a publicação, o Galaxy Watch Active 4 chegará em tamanhos de 39 e 43 mm (números de modelo SM-R865N e SM-R875N, respectivamente). Já o Galaxy Watch 4 chegará com 41 ou 45 mm (versões SM-R885N e SM-R895N, respectivamente).

Vale lembrar que, ao longo das últimas semanas, outras informações já começaram a circular sobre o modelo. Já vimos, por exemplo, que eles poderão abandonar o Tizen — software oficial da Samsung para vestíveis da marca — para adotar o WearOS, do Google.

Atualização (12/05/2021) - VC

Novas informações publicadas por um jornal coreano revelam detalhes a respeito dos novos relógios inteligentes da Samsung para o mercado global, e parece que as novidades não devem agradar a maioria.

Com expectativa para lançamento ao lado dos novos Galaxy Z Fold 3 e Z Flip 3, a Samsung deve apresentar o Galaxy Watch 4 e Galaxy Watch Active 4 por volta do mesmo período, ambos rodando WearOS do Google ao invés do já robusto e muito elogiado Tizen e sem oferecer o sensor de medição de açúcar no sangue (glicose).

Ainda é revelado que o Watch 4 será lançado em opções de 42 mm e 46 mm, enquanto o Active 4 vai manter o formato menor em tamanhos de 40 mm e 42 mm. Mais detalhes, incluindo o design e funcionalidades dos modelos, devem surgir em breve.

Galaxy Watch 4 deve manter design mais esportivo, enquanto Active 4 agradará quem busca formato mais minimalista.

Atualização (03/05/2021) - por EB

Galaxy Watch 4: relógio da Samsung tem possíveis modelos e tamanhos de tela revelados por leaker

Anteriormente já falamos a respeito de algumas características do Galaxy Watch 4 que foram reveladas por leakers. Hoje temos novas informações chegando, elas incluem os novos números de modelos e mais sobre as telas em duas versões.

As novas informações nos dizem que o Galaxy Watch 4 deve ser lançado no segundo semestre de 2021, junto do Galaxy Watch Active 4, que deve ser o sucessor do Active 2.

Os detalhes sobre os dois modelos foram fornecidos por Nils Ahrensmeier. Segundo ele, o Galaxy Watch 4 será identificado pelos modelos SM-R880 e SM-R890, que se referem às versões de 42mm e 46mm respectivamente.

Já o Galaxy Watch Active 4 terá versões de 40mm e 42mm, que serão identificadas pelos modelos SM-R860 e SM-R870.

Por enquanto, ainda não temos imagens ou renderizações dos novos relógios, mas é possível que eles sejam apresentados ao lado do Galaxy Z Flip 3 e do Galaxy Z Fold 3 no evento que ocorrerá em julho de 2021, então não será preciso aguardar muito para confirmar se os novos relógios utilizarão o Tizen ou realmente passarão a utilizar o Wear OS do Google.

Atualização (19/04/2021) - por EB

Totalmente renovado: Galaxy Watch 4 deve ter um novo design, baterias maiores e mais

Diversos rumores já circulam a respeito do Galaxy Watch 4, que deve ser o próximo relógio inteligente a trazer o que a Samsung tem de melhor a oferecer neste setor. Segundo o site The Elec, o smartwatch deve ter novas baterias maiores, que serão fornecidas pela ATL e a Samsung SDI, indicando ainda mais mudanças no relógio.

Essa mudança no tamanho, segundo o PhoneArena, indica também alterações em outros componentes do relógio, visto que o espaço interno é bastante limitado em dispositivos vestíveis. Dessa forma, a placa de circuito e a tela do Galaxy Watch 4 devem adotar um novo formato e tamanho, consequentemente isto deve afetar o visual do relógio também.

Para fins de comparação, o Galaxy Watch 3 de 41mm tem 247mAh, enquanto o Galaxy Watch 4 do mesmo tamanho deve ter 240mAh. Já o modelo atual de 45mm tem 340mAh e o novo deve ter 350mAh, resultando num aumento de tamanho de bateria no maior e redução do relógio no mais compacto.


Outro rumor que está ganhando mais força é sobre o abandono do Tizen, que deve ser substituído pelo WearOS do Google nos Galaxy Watch 4, o que certamente deve desagradar alguns fãs do sistema operacional da Samsung.

São muitas mudanças para um dispositivo tão importante no ecossistema inteligente da Samsung, o PhoneArena ainda afirma que o novo relógio inteligente deve ser apresentado ao lado do Galaxy Z Fold 3, que deve ser anunciado em julho, possibilidade que foi reforçada pela SafetyKorea, que recentemente certificou a bateria que pode pertencer ao Galaxy Watch 4 de 41 mm.

Por fim, um novo rumor ainda menciona que o Galaxy Watch 4 deve ter a capacidade de medir o nível de glicose no sangue, o que deve ser muito útil para diabéticos, por exemplo.

Atualização (15/04/2021) - Por GS

Galaxy Watch 4 terá baterias chinesas, diz site

As informações sobre os novos Galaxy Watch 4 continuam pipocando na internet e enquanto a Samsung não torna o dispositivo oficial, cabe aos insiders nos trazer detalhes que podem ser ou não verídicos.

Depois de um relatório que aponta a substituição do sistema Tizen pelo Wear OS, o SamMobile afirma que a Samsung usará baterias chinesas no novo Galaxy Watch 4.

A notícia diz que a Amperex Technology Limited irá fornecer as baterias dos dispositivos, em conjunto com a Samsung SDI. Isso dá continuidade ao retorno da parceria entre as empresas, que havia sido interrompida por conta de problemas nas baterias do Galaxy Note 7, que estavam pegando fogo. A ATL já estava fornecendo baterias para os aparelhos da linha Galaxy S21.

Segundo alguns rumores, a ATL está realizando uma produção em massa de baterias de polímero pequeno com carga de 240mAh para os Galaxy Watch 4 de 41 mm. Os modelos de 45 mm terão bateria Samsung SDI de 350mAh.

A decisão da Samsung de usar baterias ATL deve ter sido baseada em uma redução nos custos de produção dos dispositivos.

Texto original - 31/03/2021

O Tizen já figura como o segundo melhor sistema operacional para smartphones neste presente momento, porém, tudo indica que a Samsung está prestes a abandoná-lo em sua próxima geração de relógios inteligentes.

Segundo informações recentes publicadas no site SamMobile, desde 2018 rumores corroboram sobre essa possível troca, quando a marca resolveu mudar da nomenclatura "Gear" para "Galaxy" em sua linha de relógios.

Agora, pelo visto, parece que a próxima grande mudança, a começar pelo Galaxy Watch 4, tem a ver com o sistema operacional, algo que também deverá se espalhar para outros modelos de vestíveis da Sammy.

Através de uma análise do APK da mais recente versão do app Galaxy Wearable, Max Weinbach do Android Police revelou os codinomes para o Galaxy Watch 4 (Fresh) e Galaxy Watch Active 4 (Wise), que chegarão com 40/41 mm e 44/45 mm respectivamente.

Além disso, no APK também foi encontrado um plugin com codinome "water", que seria supostamente a camada de compatibilidade da Samsung para o Wear OS (referenciado nos códigos como 'newos').

Os próximos relógios da marca devem ser oficializados no segundo trimestre de 2021, e apesar de não termos certeza sobre o futuro do Tizen, já fica a suspeita de uma ação que poderia aprofundar ainda mais a parceria entre Google e Samsung.

No final das contas, quem teria a ganhar com isso seríamos nós, usuários, afinal, ainda falta bastante para o Tizen se equiparar ao Wear OS em termos de suporte a serviços de terceiros e apps (apesar de a plataforma da Samsung ser, de fato, mais polida).


16

Comentários

MWC21: Samsung agenda evento e pode apresentar Wear OS do Galaxy Watch 4
  • Amo o tizen no meu active 2

    • Só espero que agora o Google melhore exponencialmente o wearOs já que muitas marcas pretendem usar o sistema ou já usam em seus produtos.

        • Retrocesso, tanto por abandonar o Tizen quanto por abandonar o sensor de glicose.

          • Gosto muito do Tizen. É simples e eficiente.

              • Só não entendo a troca do tizen..

                • Desculpa, mas esses títulos são muito toscos, não passa seriedade para as matérias do site.

                    • Matéria muito problemática: o Tizen não é o segundo melhor SO para smartphones, e caso tenha errado o termo (smartwatchs), não apresentou nenhuma fonte desse um comparativo de qualidade (!), que, convenhamos, é muito relativo. Outro ponto estranho é na citação dos codinomes dos "próximos" relógios, citando um Active4 quando ainda não existe o Active3. Também faltou fonte ao citar os tamanhos dos vestíveis.

                        • Tizen com bateria de 340mA/h dura 60h, um WearOS com bateria de 500mA/h dura no máximo 30h. Prefiro o WearOS que deixei de usar por falta de hardware no Brasil e péssima gestão de energia, mas o Tizen está indo muito bem, só trocar a Bixby por Google Assistant e uma bateria para 4 dias e fica perfeito. Depois de uma semana você nem liga para instalar apps e acaba usando o que vem padrão no relógio, no máximo um app de calculadora e outro de música! (Risos)!

                          Agora: se a Samsung usar o seu RealtimeOS das pulseiras Galaxy Fit em formato de relógio com 2GB de storage para música e GPS, HRM, SpO2, tela de corrida de 6 campos, competindo em preço com Amazfit/Xiaomi não teria para ninguém no mercado!!! Seria o verdadeiro Galaxy Active4! Poderia ser um Smartwatch simples, em "glasstic" e manter a linha Watch mais Premium.

                            • Já viu a duração da bateria do Tic Watch 3? É wear os com chip 4100 e a bateria é excelente. E se for só por bateria, então os melhores são os relógios garmin, onde a bateria dura mais de uma semana.

                                • Troquei meu GW3 por um TicWatch pro 3, top demais, Sistema muito rápido, bateria dura 3 dias sem regrar e carrega rápido também.

                                    • O meu garmin vivoactive, eu uso pra correr (com música), andar de bike, receber notificações, etc, tudo ligado e tenho 5 ou 6 dias de bateria fácil, sem exagero. Se economizar6, então, vai longe...

                                    • Pra quê??? Tizen é muito melhor do que o Wear OS, péssimo retrocesso.

                                      Android

                                      Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

                                      Android

                                      Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

                                      Android

                                      Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

                                      Android

                                      Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020