LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

TOP 10 smartphones intermediários com melhor autonomia | Guia do TudoCelular

26 de dezembro de 2017 50


O TudoCelular publicou, na semana passada, as listas com os 10 melhores smartphones de entrada em autonomia e em desempenho, de acordo com os testes realizados na própria bancada do site. Passado o Natal e as trocas de presentes, vamos dar início às listas dos dispositivos intermediários. Começando com a autonomia da bateria.

Já adiantamos que as durações desses dispositivos são as melhores de nossos testes. Dos dispositivos com melhor autonomia que testamos, os quatro melhores estão aqui. E temos uma maioria de aparelhos vendidos diretamente no Brasil, então não há necessidade de importar para ter uma boa duração de bateria.

Mas vamos ao que interessa. A lista!

10. Asus ZenFone 4

O primeiro dispositivo de nossa lista, que é o que tem a autonomia mais baixa, já tem bateria suficiente para um dia inteiro de uso com uma sobra boa nas últimas horas. O ZenFone 4 conseguiu suportar, com uma bateria de 3.300mAh, 16 horas e 57 minutos em nossa simulação de uso real.

E isso com uma tela de 5,5” com resolução Full HD, na versão com o chipset Snapdragon 660, GPU Adreno 512, 6 GB de RAM e 64 GB de espaço interno, expansível via microSD de até 256GB. As câmeras das duas versões são as mesmas: 12 MP+8 MP na traseira e 8 MP na frente. O dispositivo roda o Android 7.0 Nougat, com atualização para 7.1.1 disponível e aguarda o 8.0 Oreo.

O Asus ZenFone 4 com Snapdragon 630 pode ser encontrado a partir de R$ 1.627.

8.4 Hardware
7.8 Custo Benefício

Asus ZenFone 4

Comparar Aviso de preço
9. Motorola Moto G5S Plus

Versão atualizada do Moto G5 Plus, que já havia apresentado uma boa autonomia, o G5S Plus conseguiu melhorar a duração da bateria em relação a seu sucessor com tela maior, de 5,5”, e mais memória RAM. Foram 18 horas e 20 minutos em nosso teste, cerca de quatro horas a mais que o antecessor, que tem a mesma capacidade de 3.000mAh de carga.

Esse dispositivo utiliza resolução Full HD, chipset Snapdragon 625, 3GB de RAM, 32GB de armazenamento interno, suporte a cartão micro SD de até 128GB e câmeras Dual 13 MP na traseira e de 8 MP na frente. O sistema operacional é o Android 7.1.1 e o dispositivo também aguarda o Android Oreo.

O preço mais baixo para o Moto G5S Plus hoje está em torno de R$ 1.061.

8.3 Hardware
8.3 Custo Benefício

Motorola Moto G5S Plus

Comparar Aviso de preço
8. Motorola Moto Z2 Play

Nosso terceiro dispositivo da lista de melhor autonomia, que tem o oitavo melhor tempo, é o Moto Z2 Play. Apesar de apresentar redução na carga em relação a seu antecessor, para 3.000mAh, o intermediário premium da Lenovo/Motorola conseguiu apresentar bom resultado, somando 19 horas e 37 minutos de uso aqui no TudoCelular.

E isso com tela de 5,5” Full HD, chipset Snapdragon 626 com GPU Adreno 506, 4GB de memória RAM, 64GB de armazenamento interno expansível via cartão micro SD de até 256GB, câmera principal de 12 MP e frontal de 5 MP, e sistema operacional Android 7.1.1 Nougat.

O Moto Z2 Play custa a partir de R$ 1.451 no varejo brasileiro atualmente.

8.4 Hardware
7.3 Custo Benefício

Motorola Moto Z2 Play

Comparar Aviso de preço
7. Motorola Moto Z Play

O antecessor do Z2 Play, o Moto Z Play não parece ter uma autonomia tão superior, aparecendo logo à frente na lista, apesar dos 510mAh a mais de carga. Mas foram duas horas a mais de uso em nossa simulação de uso real, com a atualização para o Android Nougat, totalizando 21 horas e 31 minutos.

O hardware do Z Play não fica muito abaixo de seu sucessor: tela de 5,5” Full HD, chipset Snapdraogn 625 também com GPU Adreno 506, 3GB de RAM e 32GB de armazenamento interno, com suporte a micro SD de até 256GB. A câmera frontal tem 16MP e a frontal tem 5 MP de resolução máxima, e o dispositivo vem com o Android 6.0.1 Marshmallow, com atualização para o Nougat disponível.

O Moto Z Play pode ser encontrado a partir de R$ 1.583 no varejo, hoje.

8.2 Hardware
6.7 Custo Benefício

Motorola Moto Z Play

Comparar Aviso de preço
6. Samsung Galaxy A7 2017

Nosso sexto colocado, o Galaxy A7 2017 teve melhoria em autonomia após receber a atualização para o Android 7.0 Nougat. É mais um intermediário premium na lista, com bateria de 3.600mAh para uma tela de 5,7”, que suportou 21 horas e 42 minutos em nossa simulação de uso real.

O A7 2017 utiliza resolução Ful lHD no display, tem chipset Exynos 7870, GPU Mali-T830 MP3, tem 3GB de memória RAM e 32GB ou 64GB de armazenamento interno, expansíveis via cartão micro SD de até 256GB. As câmeras frontal e traseira têm 16 MP de resolução máxima, e roda com o Android 6.0.1 Marshmallow de fábrica, com o 7.0 Nougat disponível.

É possível encontrar o Galaxy A7 2017 pelo valor mínimo de R$ 1.259 atualmente.

8.1 Hardware
7 Custo Benefício

Samsung Galaxy A7 2017

Comparar Aviso de preço
5. Asus ZenFone 3 Zoom

O ZenFone 3 Zoom mantém a dominação do Snapdragon 625 em nossa lista com suas mais de 23 horas de uso em nosso teste de bateria. E isso com o Android 7.1.1 Nougat instalado em um dispositivo que tem, de fábrica, o Android 6.0 Marshmallow.

Esse smartphone da Asus tem 5,5” de tela Full HD, GPU Adreno 506 para acompanhar o processador já mencionado, 4GB de memória RAM e 128GB de armazenamento interno, expansível até 256GB via cartão micro SD. Na traseira, um sensor Dual 12 MP, com uma frontal de 13 MP para completar o conjunto.

Hoje, é possível encontrar esse dispositivo a partir de R$ 1.399.

4. Xiaomi Mi Max 2

E aparece o primeiro chinês da lista. O Mi Max 2 pode ser encontrado à venda no varejo nacional, pela internet, via marketplace. E é um dispositivo que poderia entregar autonomia ainda maior, com seus 5.300mAh de capacidade. No total, foram 26 horas e 27 minutos de uso, o que está longe de ser ruim.

Ainda mais considerando que o smartphone tem tela de 6,44” e usa resolução Full HD, com chipset Snapdragon 625, GPU Adreno 506, 4GB de memória RAM e 64GB de armazenamento interno, expansível até 128GB por cartão micro SD. A câmera traseira tem 12 MP e a frontal tem 5 MP de resolução máxima. O dispositivo roda o Android 7.1.1 Nougat ao sair da caixa.

É possível encontrar o Mi Max 2 a partir de R$ 1.499 no varejo brasileiro.

3. Xiaomi Redmi Note 4X

O Redmi Note 4X alcançou, em nossa simulação de uso real, 27 horas e 30 minutos. Não é pouca coisa, considerando que temos aqui um dispositivo de 5,5 polegadas Full HD com 4.100mAh. Por isso, o dispositivo figura no terceiro lugar, abrindo o pódio em autonomia não só dos intermediários no TudoCelular, mas no geral, também.

O chipset é o mesmo de mais de metade dessa lista: Snapdragon 625, Adreno 506, 4GB de memória RAM e 64GB de espaço interno, com suporte a cartão micro SD de até 256GB. A câmera principal tem 13 MP e a frontal é de 5 MP. O sistema operacional do dispositivo é o Android 6.0.1 e tem atualização para o Android 7.0 Nougat disponível.

O Redmi Note 4X está à venda no varejo nacional pelo valor mínimo de R$ 1.199.

2. Xiaomi Redmi 4 Pro (Prime)

O segundo colocado em nossa lista não está à venda no varejo nacional, nem mesmo via marketplace. E, considerando seu valor na GearBest, poderia figurar na lista de dispositivos de entrada, mas seria esmagadoramente superior tanto em autonomia quanto em desempenho. Por isso, guardamos o dispositivo para figurar entre os intermediários, considerando seu hardware, e não o preço nos sites chineses.

O Redmi 4 Pro aguentou 28 horas e 20 minutos em nossa simulação de uso real, suficientes para que ele ficasse em primeiro lugar entre os dispositivos de entrada com boa folga. Entre os intermediários, ficou em segundo, mas não muito longe do primeiro colocado.

Afinal, estamos falando de um dispositivo que tem 5” e usa resolução FUll HD, com o Snapdragon 625, GPU Adreno 506, 3GB de RAM, 32GB de armazenamento interno, com expansão via cartão micro SD de até 256GB, câmeras de 13 MP e 5 MP, na traseira e na frente, respectivamente, e vem com Android 6 na caixa, mas tem atualização para o Nougat.

O Redmi 4 Pro pode ser encontrado na GearBest por cerca de R$ 645. Lembrando que a importação do dispositivo pode gerar impostos. Temos um guia de como importar aqui.

1. Samsung Galaxy A9

E o grande campeão em autonomia dos intermediários nos testes do TudoCelular é o Galaxy A9, com sua impressionante bateria de 5.000mAh que suportou 28 horas e 45 minutos. Sim, é o dispositivo com a maior duração de bateria em toda a história de nossos testes. E pretendemos testá-lo novamente com a atualização para o Nougat em breve.

O A9 que veio para o Brasil, conhecido lá fora como A9 Pro, tem o Snapdragon 652, com GPU Adreno 510, tela de 6” Full HD, 4GB de RAM, 32GB de armazenamento interno e suporte a cartão micro SD de até 256GB. A câmera principal tem 16 MP e a frontal, 8 MP. O sistema operacional pré-instalado é o Android 6.0.1 Marshmallow, com upate para o Nougat disponível.

É possível encontrar o Galaxy A9 no Brasil pelo preço mínimo de R$ 1.199.

8 Hardware
6.9 Custo Benefício

Samsung Galaxy A9

Comparar Aviso de preço
(atualizado em 26 de maio de 2018, às 15:58)

50

Comentários

TOP 10 smartphones intermediários com melhor autonomia | Guia do TudoCelular

Samsung Galaxy J7 Pro ou Motorola Moto G5S Plus? Comparativo TudoCelular ajuda a escolher

Ranking TudoCelular: gráficos com todos os testes de desempenho e autonomia

10 melhores smartphones top de linha para fotos e vídeos | Guia do TudoCelular

10 melhores smartphones de entrada para fotos e vídeos | Guia do TudoCelular